Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Venda do Manchester United segue indefinida após novas propostas

Família Glazer, dona do clube, aumentou a pedida e teve cobertura feita por dois grupos

Futebol|Do R7


Lance
Manchester United está em processo de venda (Foto: Oli SCARFF / AFP)

O processo de venda do Manchester United segue indefinido. A família Glazer, que comanda as ações do clube, recebeu propostas de diversos grupos interessados em ter o United, mas aumenta cada vez mais a pedida. Há alegações que oito licitantes têm interesse no clube, mas só dois compradores foram a público: o bilionário inglês Jim Ratcliffe e o consórcio qatari comandado por Sheikh Jassim.

+ Saiba mais sobre os possíveis compradores do Manchester United

O prazo para a segunda rodada de propostas acabou sendo prorrogado e existe uma tensão vinda de várias partes de que os Glazers estejam interessados em continuar aumentando o valor com o intuito de criar alavancagem para um empréstimo. Ainda não há a confirmação de até quando irá o segundo prazo, mas a preocupação aumenta, pois nenhum dos dois principais interessados quer comprar o clube por preços astronômicos, o que pode acabar travando as negociações.

A intenção dos donos do clube é vendê-lo por um valor entre cinco e seis bilhões de euros, mas o Grupo Raine, banco que está gerenciando o processo de venda, está sob desconfiança dos compradores de acelerar o processo de licitação e pedir ainda mais do que os seis bilhões dos Glazers. A compra mais cara de uma equipe esportiva na histórica foi a de Rob Walton, membro da família proprietária do Walmart. Walton comprou a franquia do Denver Broncos, da NFL, por cerca de 3,78 bilhões de euros.

Publicidade

+ Manchester United tem interesse por destaque da temporada europeia

Não há um prazo limite para que aconteça a venda do United, mas existe a expectativa de que o processo terminasse até o começo de maio. Porém, caso a compra venha a ser realizada, ainda há o processo de ratificação feito pela Premier League, como aconteceu com o Chelsea, comprado recentemente por Todd Boehly.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.