Futebol Vem ou não vem? Saiba alguns detalhes da proposta do Corinthians para Renato Gaúcho

Vem ou não vem? Saiba alguns detalhes da proposta do Corinthians para Renato Gaúcho

Oferta salarial do Timão para o treinador é menos da metade do que ele ganhava no Grêmio, mas negociação pode incluir outros fatores para incrementar o montante

Lance
Lance

Lance

Lance

O Corinthians aguarda a resposta de Renato Gaúcho para as próximas horas sobre querer ou não treinar o time pelos próximos anos. Embora ainda não se tenha discutido valores, alguns números já foram colocados para conhecimento do técnico, que terá de reduzir significativamente seus vencimentos se de fato topar trabalhar no clube do Parque São Jorge.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

GALERIA
> Ranking com valores: veja os 30 clubes mais valiosos do futebol brasileiro

Segundo apurou o LANCE!, a proposta salarial do Timão está na casa dos R$ 650 mil, o que significa pouco mais da metade do que recebia do Grêmio até abril deste ano, quando deixou o clube gaúcho. Este seria o "limite" salarial que o Alvinegro pode oferecer, mas não está descartada a possibilidade de incluir premiações e bônus para incrementar o montante para o treinador. Deve ser nesses termos que a negociação deve acontecer quando houver sinal positivo.

No entanto, não é somente isso que a oferta corintiana inclui. Baseado no que já acontecia no Grêmio, o Corinthians propõe um número de passagens mensais para que Renato possa ir ao Rio de Janeiro, onde tem residência fixa. Não é algo incomum que o clube ofereça esse tipo de "mimo", mas nesse caso se trata de uma das principais exigências contratuais do ídolo gremista.

Além disso, o Timão oferece um "auxílio moradia" para Renato Gaúcho durante sua estadia em São Paulo, mais precisamente na Zona Leste da cidade, de modo a facilitar a ida e a volta do CT Joaquim Grava, que fica em Guarulhos. No Grêmio, durante sua última passagem de quase cinco anos, o técnico morava em um hotel em Porto Alegre, com tudo bancado pelo clube tricolor.

Diante desses números, somados ao projeto esportivo e aos seus desejos pessoais e de sua família, Renato deve responder ao Corinthians nesta quinta-feira ou, no mais tardar, na sexta. Ele sabe que é o plano A a Z do clube neste momento e não tem pressa para a resposta. A expectativa dos dirigentes corintianos é de que o "sim" possa ser dado para prosseguir com o negócio.

Últimas