Vai te pegar! Veja o raio-x de todos os gols de Fred pelo Fluminense

O centroavante, que está retornando ao Flu, é o maior artilheiro do Brasileiro desde que a competição passou a ser por pontos corridos

Atacante é o terceiro maior do Fluminense

Atacante é o terceiro maior do Fluminense

Lance

O atacante Fred está de volta ao Fluminense. Já regularizado e pronto para estrear assim que a bola voltar a rolar, o jogador fez história pelo clube durante a primeira passagem, entre 2009 e 2016. Foram 172 gols marcados em 287 jogos. Ele é o terceiro maior artilheiro do Tricolor, o maior do século e o maior do Brasileiro na era dos pontos corridos. A reportagem preparou um Raio-X com todos os gols do centroavante com a camisa da equipe carioca.

Leia mais: O dia em que o Brasil foi tri e as palavras não alcançaram a emoção

Os números não escondem a facilidade de Fred com a perna direita, com a qual marcou 107 vezes. Com a esquerda, ele também teve sucesso em 19 oportunidades. Uma das armas são as jogadas aéreas, quando o atacante balançou a rede 45 vezes de cabeça. Ele ainda fez um de peito. Destes gols, 137 foram marcados com a bola rolando, 33 de pênalti e dois de falta.

O maior garçom de Fred no Fluminense é o argentino Darío Conca, com quem jogou de 2009 a 2011 e depois entre 2014 e 2015. Ele foi responsável por 13 assistências para o camisa 9. Mariano, com nove, Thiago Neves, com oito, e Jean e Carlinhos, com seis cada, também contribuíram para o sucesso do ídolo.

Apesar de ter levantado a taça dos dois títulos brasileiros no Estádio Nilton Santos, Fred gosta do Maracanã. Ele é o atual vice-artilheiro do estádio desde a reinauguração em 2013 com 30 gols marcados, 27 pelo Fluminense e três pela Seleção Brasileira. Gabriel Barbosa, do Flamengo, o ultrapassou em fevereiro deste ano e atualmente lidera o ranking com 35 gols.

AS VÍTIMAS PREFERIDAS

A maior vítima de Fred no Fluminense foi o Botafogo. A equipe Alvinegra sofreu 14 gols do atacante ao longo da passagem dele pelas Laranjeiras. Nos 21 confrontos, foram 12 jogos balançando a rede pelo menos uma vez. O Palmeiras vem logo depois na lista, com oito gols contra. Bangu, Avaí, Cruzeiro, Grêmio e os rivais Vasco e Flamengo sofreram seis gols cada.

Sport, Portuguesa (SP), Corinthians, Figueirense e São Paulo foram vítimas cinco vezes. Ex-equipe, o Atlético-MG levou quatro gols do atacante, assim como Athletico Paranaense, Coritiba, Bonsucesso, Internacional e a Cabofriense.

Fred fez jus à fama de artilheiro no Fluminense

Fred fez jus à fama de artilheiro no Fluminense

Arte/Lance

ONDE E QUANDO

​Fred tem um setor do campo favorito na hora de marcar os gols. Bem posicionado, o atacante balançou a rede dentro da grande área - contando as cobranças de pênalti - em 123 oportunidades. Na pequena área, o jogador marcou 39 vezes, enquanto teve sucesso em 10 chutes de fora da área.

Na hora de mirar o gol, Fred prefere os cantos. Na direita do goleiro, foram 69 gols e na esquerda 65. Ele acertou no meio 38 vezes.

Entre os gols marcados, 45 aconteceram antes dos 30 minutos do primeiro tempo e 39 deste momento até o intervalo. Na segunda etapa, foram 44 feitos até os 30 minutos e 44 depois. Destes, Fred balançou as redes 26 vezes após os 40 minutos do segundo tempo das partidas. O centroavante ainda fez seis hat-tricks com a camisa tricolor. Em um jogo, contra o Grêmio, em 2011, chegou a marcar quatro vezes.

MÉDIAS E JOGOS NA CARREIRA

Não é novidade que Fred coleciona bons números na carreira. Longe do Fluminense, o atacante também manteve médias interessantes. Pelo Cruzeiro, foram 138 jogos, 78 gols, sendo 0,57 por jogo. No Atlético-MG, são 84 partidas, 42 gols marcados e 0,50 de média por jogo. No Lyon, 121 jogos e 42 gols marcados, na média de 0,35. No América-MG, foram 51 jogos e 33 gols feitos, média de 0,64 por partida.

A melhor temporada dele foi em 2005, pelo Cruzeiro, quando teve média de 0,90 gol por jogo. Com a camisa do Fluminense, foi em 2011, com 34 gols em 43 jogos e 0,79 de média.

FINALIZAÇÃO E EFICIÊNCIA

Apesar de algumas temporadas abaixo do nível, como em 2013, Fred teve bons números pelo Fluminense. Em 2009, foram 36 jogos, 22 gols e 118 finalizações dadas, com 50,8% de acerto, média de 5,3 chutes para marcar um gol e uma assistência. Em 2010, esse número foi de 28 jogos, 18 gols, 128 finalizações com 48,4% de acerto, uma média de 7,1 chutes para marcar um gol e três assistências.

Em 2011, nos 43 jogos feitos, foram 34 gols de um total de 170 finalizações com 48,8% de acerto, além da média de 5,0 chutes para marcar um gol e oito assistências, seu recorde. Em 2012, quando foi bicampeão brasileiro, foram 45 partidas, 30 gols em 122 finalizações e com 54,1% de acerto, precisando de 4,0 chutes para marcar um gol e dando seis assistências.

Veja também: Quarentena impõe nova realidade a pais, alunos e educadores de todo o Brasil

O pior ano foi 2013, quando Fred fez 25 jogos e oito gols. Foram apenas 67 finalizações, 46,2% de acerto, 8,3 chutes para marcar um gol e três assistências. No ano seguinte, em 2014, ele teve 48 partidas, 27 gols, 119 finalizações, 52,9% de acerto, 4,4 chutes para marcar um gol e seis assistências.

Nos últimos dois anos pelo Fluminense, Fred teve, em 2015, 42 jogos, 22 gols, 87 finalizações dadas com 56,3% de acerto, média de 3,9 chutes para marcar um gol e seis assistências. Em 2016, quando atuou metade do ano pelo Flu e metade pelo Atlético-MG, o atacante fez 50 jogos no total, com 23 gols, 92 finalizações e 52,1% de acerto, além da média de 4,0 chutes para marcar um gol e cinco assistências.

Gênios! Confira melhores camisas 10 do futebol brasileiro no século 21