Futebol Uefa abre processo contra árbitro acusado de racismo em jogo do PSG

Uefa abre processo contra árbitro acusado de racismo em jogo do PSG

Sebastian Coltescu, quatro árbitro no jogo entre PSG e Istanbul Basaksehir, e Octavian Sobre, assistente, estão sob investigação da entidade europeia

Lance
Lance

Lance

Lance

A Uefa abriu um processo disciplinar contra o árbitro romeno que foi acusado de racismo na partida entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir pela Champions League. Sebastian Coltescu teria chamado Pierre Webo, assistente técnico da equipe turca, de “aquele preto ali”, o que causou revolta entre os atletas dos dois times, principalmente do atacante Demba Ba.

O árbitro principal daquela partida, Ovidiu Hategan, não está sendo investigado, mas Octavian Sovre também está na mira da entidade ao lado de Coltescu. No entanto, nenhum dos dois estão sendo analisados por conta das acusações de racismo, mas sim por má conduta geral devido às ações durante o evento.

> Veja a tabela da Champions League

Após a polêmica no último mês de dezembro, Coltescu voltou a arbitrar em seu país em janeiro no clássico em que o Sepsi venceu o Astra Giurgiu por 4 a 1. A partida entre PSG e Basaksehir foi suspensa e retomada no dia seguinte com uma boa vitória da equipe francesa para classificar em seu grupo na Liga dos Campeões.

Últimas