Futebol "Treinar o Barcelona faz mal para a saúde mental", declara lenda do clube

"Treinar o Barcelona faz mal para a saúde mental", declara lenda do clube

Desabafo foi feito em comentário sobre a decisão de Xavi de não permanecer no Barça

Lance
Lance

Lance

Lance

O holandês Ronald Koeman, ídolo como jogador e ex-técnico do Barcelona, desabafou sobre como é dirigir a equipe da qual é ídolo. O ex-zagueiro afirmou que treinar o clube catalão é um 'ataque à saúde mental', e que entende a decisão de Xavi em deixar o comando da equipe no final da temporada.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Ser técnico do Barcelona é um ataque à saúde mental. Ser jogador do clube é muito mais divertido do que ser treinador. O Xavi, que é catalão, conhece bem clube e notou essa diferença - disse ao programa "Good Morning Eredivise", da Holanda.

O técnico, que atualmente comanda a seleção de seu país, treinou o Barcelona entre agosto de 2020 e outubro de 2021, e conquistou apenas uma Copa do Rei, na temporada 2020-2021. Além das poucas conquistas, o mau desempenho da equipe fez do técnico um alvo fácil para críticas, tanto da torcida quanto da imprensa.

- A imprensa está sempre apontando uma arma a você, e quando as coisas não vão bem, é culpa do treinador. Eu já vivi essa pressão e esse estresse. É o trabalho mais difícil que já tive - finalizou o técnico.

Além do trabalho ruim dentro de campo, Koeman serviu como "escudo" para o então presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. Na reta final da gestão de Bartomeu, o Barcelona precisou vender suas principais estrelas para colocar as contas do clube em ordem.

Foi durante a passagem do holandês, por exemplo, que Suárez e Rakitic, jogadores-chave do Barcelona, foram liberados para buscar outras equipes na Europa. O técnico também teve de administrar uma crise entre Lionel Messi e o próprio presidente do clube, quando o craque argentino começou a dar sinais de que gostaria de deixar o Barça.

Como jogador, Ronaldo Koeman defendeu o Barcelona de 1989 a 1995, disputou 264 jogos e marcou 87 gols. Pelo clube, Koeman foi multicampeão: conquistou uma Uefa Champions League (1991-1992), uma Supecopa da Uefa (1992), quatro Campeonatos Espanhóis (1990-1991, 1991-1992, 1992-1993 e 1993-1994), uma Copa do Rei (1989-1990) e três Supercopas da Espanha (1991, 1992 e 1994).

Últimas