Futebol Torcedores do Fluminense relatam dificuldade de comprar ingressos para final do Carioca com o Flamengo

Torcedores do Fluminense relatam dificuldade de comprar ingressos para final do Carioca com o Flamengo

Sistema lento, site com problemas e longas filas são as principais reclamações dos tricolores; clubes ainda não se pronunciaram

Lance
Lance

Lance

Lance

Os ingressos para o Flamengo já estão esgotados para a final do Campeonato Carioca diante do Fluminense, nesta quarta-feira, às 21h40, no Maracanã. No entanto, diversos torcedores do Fluminense estão relatando enorme dificuldade em efetuar a compra dos bilhetes. As principais reclamações são sobre as quedas no sistema, que geram enormes filas e demora no atendimento de venda e troca nos pontos estabelecidos pelo clube. Até o momento mais de 43 mil pessoas confirmaram presença na partida.

Vale lembrar que, por conta da determinação do Batalhão Especializado em Policiamento em Estádios (BEPE), além de autoridades e entidades responsáveis pela organização da partida, o Fluminense não foi mais autorizado a vender ingressos no Maracanã. Por isso, abriu três novos pontos de venda e retirada nas lojas oficiais do clube no Shopping Tijuca, Norte Shopping e Ilha Plaza Shopping.



Dentre os relatos ouvidos pelo LANCE!, um tricolor foi retirar o ingresso no Norte Shopping e ficou duas horas para fazer a operação, tendo como única explicação para a demora o sistema lento. Outro foi até o Shopping Tijuca, que também enfrentava a mesma dificuldade, mas também só tinha um vendedor fazendo essa operação, o que piorou o tempo de espera. Este segundo saiu sem o bilhete.

- Fui no Shopping Tijuca por volta das 16h15 comprar meu ingresso. Cheguei lá e estava simplesmente impraticável. Loja lotada, as meninas tentando ajudar, mas nada podiam fazer e apenas um vendedor, muito lento, vendendo ingresso. Pelos relatos de outros amigos, estavam colocando vários empecilhos para agilizar a venda. Como tenho compromisso, calculei que não ia conseguir. Voltarei às 19h lá. A informação passada é que a fila fecha às 20h, mas todo mundo que chegar até esse horário conseguirá comprar/trocar até a hora que a loja fechar - disse o tricolor, que preferiu não ser identificado.

Além disso, diversos torcedores relataram que no site o Setor Sul não aparece disponível desde a noite desta segunda-feira, tendo como opções apenas Leste, Oeste ou Norte, setores já esgotados pela torcida do Fla. Outra reclamação se deu pela limitação de apenas um ingresso por pessoa no ato da compra e até sobre não aceitar cartão de crédito. A reportagem entrou em contato com Flamengo e Fluminense e aguarda resposta.

Fred Speranza foi até a loja do Barra Shopping, mas não conseguiu comprar, assim como Pedro Ernesto Gouveia na filial de Copacabana.

- Cheguei pontualmente às 10h - horário determinado para início das vendas de ingressos. Havia três pessoas na fila e aparentemente todos os funcionários da loja estavam presentes, com exceção da pessoa responsável por emitir e vender ingressos para o jogo. De acordo com a funcionária do Fluminense, que gentil e pacientemente nos atendeu, a pessoa seria funcionária do Flamengo, motivo pelo qual sequer tinham o contato para saber se estava chegando. A fila foi crescendo até chegar a cerca de 25 pessoas, que aguardavam no lado de fora da fila, todos muito irritados. Quando deu 11h, sem ter qualquer previsão de quando a funcionária, supostamente contratada do Flamengo, chegaria, tive que ir embora por compromissos profissionais - disse Fred Speranza.

- Sou sócio torcedor desde 2017 e comprei ingresso ontem pelo site. Como eu trabalho, não tinha muito tempo para ir retirar ingresso, mas fui na loja de Copacabana à tarde. Tinha muita fila e fui informado de que o sistema estava fora do ar, não só lá, mas em todas as lojas. Os funcionários do Fluminense estavam oferecendo água para os torcedores. Fiquei meia hora, falaram que não tinha perspectiva de quando iria voltar e que o sistema era do Flamengo. Não retirei e não sei como farei. Relatos de todos meus amigos com muita dificuldade de retirar e comprar em várias lojas - disse Pedro Ernesto Gouveia.

No Plaza Shopping, em Niterói, um torcedor afirmou que menos de 15 pessoas estavam na fila e ficaram mais de 40 minutos esperando. O sistema caía constantemente e só aceitavam pagamento em dinheiro, mas estavam sem troco. "A recomendação foi: "já almoçou? vai comer alguma coisa pra trocar o dinheiro", disse Artur Di Renna.

Flamengo e Fluminense fazem o primeiro jogo da final do Campeonato Carioca nesta quarta-feira, às 21h40, no Maracanã. O segundo confronto será no sábado, às 16h.

Últimas