Futebol Temporada turbulenta do Flamengo termina com 'prêmio de consolação' no palco da maior derrota no ano

Temporada turbulenta do Flamengo termina com 'prêmio de consolação' no palco da maior derrota no ano

Mesmo com todo o caos, o Rubro Negro conseguiu o objetivo que restou: a classificação direta para a Libertadores

Lance
Lance

Lance

Lance

Do males, o pior... Se o ano do Flamengo foi marcado por diversas turbulências - seja dentro ou fora de campo -, o Rubro-Negro se despede de 2023 com, pelo menos, um dos únicos objetivos que restaram conquistado: a vaga direta na Copa Libertadores.

Um 'prêmio consolação'? Uma das temporadas mais caóticas dos últimos anos terminou com uma derrota contra o time que marcou um dos maiores traumas desta longa lista. No Morumbi, onde o Flamengo foi derrotado na final da Copa do Brasil, perdeu mais uma vez para o São Paulo, na 'última dança do ano'.

Ano que começa com... Vítor Pereira?
A temporada começou com uma grande novidade. Vítor Pereira assumindo o comando do Flamengo, após deixar o Corinthians com uma desculpa que estaria enfrentando 'problemas pessoais', como a sogra doente. Uma passagem pelo Rubro-Negro marcada por pressão, 57% de aproveitamento e um fracasso em todas as competições que participou. Sua história no time foi de coletivas polêmicas até a fatídica derrota do Flamengo para o Fluminense por 4 a 1, no segundo jogo da final do Carioca, que cravou sua demissão. Um começo de ano que mostrava um pouco do que aguardava a temporada do clube. Foram derrotas no estadual, Mundial, na Supercopa e Recopa. Quatro títulos que poderiam mudar tudo que o time escreveu durante 2023.

+ ➡️ Tudo sobre o Mengão agora no WhatsApp. Siga o nosso novo canal Lance! Flamengo

Sampaoli e futebol virando UFC?
Saí de cena Vítor Pereira e entra Jorge Sampaoli. E em algo quase teatral, o fora de campo começa a esquentar. O treinador chega ao time em abril, logo depois da queda do técnico anterior. Em julho, o clima fica complicado no vestiário, após uma vitória do Flamengo por 2 a 1 em cima do Atlético-MG. Pedro recebeu um soco do ex-preparador físico Pablo Fernández.

Isso porque o argentino não teria gostado da reação de Pedro quando o atleta, que não foi utilizado na partida em questão, sentou no banco após as entradas de Luiz Araújo e Everton Cebolinha. Em um momento de exaltação após ser retrucado, agrediu o atleta. O caso envolveu delegacia e a demissão do profissional.

Mas as brigas não pararam por aí. O centro de treinamento virou um verdadeiro 'ringue', em uma polêmica que desta vez envolveu dois atletas: Gerson e Varela. A agressão surgiu após uma dividida em um treino. Depois da falta cometida pelo brasileiro, o defensor ficou reclamando com Pablo, e Gerson questionou o zagueiro sobre o que Varela estaria reclamando para ele. A dupla foi retirada da atividade e, enquanto se encaminhava para a parte interna das instalações, chegou às vias de fato: o estrangeiro começou a gritar e partiu para cima do central, que devolveu a agressão inicial com um soco no nariz.

E para encerrar a passagem - nada tranquila -, de Sampaoli, o Flamengo perde mais um título. Contra o São Paulo, no Morumbi, viu a Copa do Brasil escapar e coroar a equipe de Dorival Júnior de forma inédita. E a Libertadores? O Rubro-Negro deu adeus para a competição nas oitavas de final do continental. A demissão de Sampaoli aconteceu exatamente quatro dias depois do resultado contra o Tricolor paulista, em um dos dias mais sofridos para a equipe nesta temporada.

Tite chega como um fio de esperança
Depois de tanto caos, restava uma esperança: a chegada de Tite e uma possível conquista do Brasileirão - o único que sobrou para o time. Depois da derrapada do Botafogo, era uma chance de compensar um ano tão complicado. Mas não deu certo. O título ficou para o Palmeiras. Mas, para consolar, o Rubro-Negro se despede da temporada 2023 com a classificação direta para Copa Libertadores, sonhando com um ano mais tranquilo. Um prêmio conquistado no palco que configurou uma das maiores tristezas do ano: o estádio do Morumbi.

Últimas