Futebol Sylvinho já trabalhou com líderes do elenco atual do Corinthians

Sylvinho já trabalhou com líderes do elenco atual do Corinthians

Treinador foi auxiliar da comissão técnica fixa entre 2013 e 2014, antes de ir para a Inter de Milão

Lance
Gil foi um dos que já trabalharam com Sylvinho

Gil foi um dos que já trabalharam com Sylvinho

Lance

Cria da base do Corinthians, Sylvinho pode dizer que conhece o clube como ninguém, melhor ainda por ter trabalhado também na comissão técnica do clube entre 2013 e 2014. E foi naquela época que ele teve contato com alguns dos personagens mais importantes do atual elenco corintiano, ou seja, quando o treinador chegar, já terá velhos conhecidos esperando no CT Joaquim Grava: Cássio, Fagner, Gil e Fábio Santos, além dos dirigentes que o trouxeram.

Há cerca de oito anos, Sylvinho foi contratado para fazer parte da comissão técnica fixa do Timão, quando o treinador era Tite. Durante aquele período, ele pode conhecer os atuais responsáveis pelo departamento de futebol do clube: Roberto de Andrade, o diretor (mesmo cargo atual), Duilio Monteiro Alves, o diretor-adjunto (hoje presidente) e Alessandro, que na época ainda atuava em seu último ano de carreira e atualmente é o gerente de futebol profissional.

Foi por esse conhecimento que o trio resolveu apostar em Sylvinho como novo técnico do Corinthians. No entanto, o ex-auxiliar de Tite não vai encontrar velhos amigos somente nos setores diretivos. Dentro de campo, no trabalho do dia a dia, ele voltará a trabalhar com um quarteto de peso na história do clube, algo que pode ser um trunfo no vestiário e na implementação da filosofia.

Cássio, Fagner (a partir de 2014), Gil e Fábio Santos estavam no elenco durante a passagem de Sylvinho como auxiliar técnico. Primeiro sob o comando de Tite (2013) e depois sob o comando de Mano Menezes (2014). O zagueiro e o lateral-esquerdo deixaram o clube no período e já retornaram, enquanto o goleiro e lateral-direito estão no grupo desde então. São eles alguns dos principais líderes do elenco, além da importância histórica no Alvinegro.

Com Cássio e Fagner o treinador já teve experiência também na Copa do Mundo de 2018, quando ambos foram convocados por Tite para integrar a Seleção Brasileira. Na época, Sylvinho era auxiliar técnico defendendo a amarelinha. Dessa forma, ambos conhecem bem o trabalho do novo comandante, que contará com o apoio desses aliados no dia a dia.

Embora sete ou oito anos mais velhos, Sylvinho sabe exatamente o que vai encontrar de cada um deles, e o que eles ainda podem oferecer em termos de experiência e qualidade técnica. Talvez comece por aí a montagem do time, a base forte de uma defesa que fez sucesso e se garantiu como uma das melhores do Brasil. Nada como velhos conhecidos pra ajudar a se ambientar.

Veja clubes que mais valorizaram seus elencos no futebol brasileiro

Últimas