Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

STJD pune Corinthians com perda de mando de campo por gritos homofóbicos da torcida no Majestoso

Timão pode jogar com portões fechados diante do Red Bull Bragantino; decisão cabe recurso

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o Corinthians com um jogo de portões fechados pelos gritos homofóbicos entoados pela torcida corintiana no empate por 1 a 1 com o São Paulo, no Majestoso válido pela sexta rodada do Brasileirão. A decisão cabe recurso.

+ Ruan Oliveira entra no segundo tempo e evita derrota do Corinthians contra o Cuiabá; veja notas

Caso a decisão não seja revertida, o Timão jogará contra o Red Bul Bragantino sem o apoio de sua torcida na Neo Química Arena. O duelo contra o Massa Bruta é o primeiro em Itaquera após a Data Fifa, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Todos os jogos do Brasileirão você encontra no Prime Video. Assine já e acompanhe o seu time do coração!

Publicidade

Durante o segundo tempo do empate em 1 a 1 entre Corinthians e São Paulo, a arbitragem parou o jogo por conta de gritos homofóbicos da torcida corintiana. Os alto-falantes e telões da Neo Química Arena veicularam mensagens de conscientização e ressaltaram que o Alvinegro poderia ser punido pelos cânticos.

O árbitro Bruno Arleu de Araújo relatou o ocorrido em súmula e o Corinthians foi enquadrado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que trata sobre "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

+ Timão se afasta do Z4? Veja tabela e os próximos jogos do Brasileirão

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.