Sindicato de jogadores e clubes pedem suspensão do Espanhol

Todos entendem que jogar com portões fechados não irá solucionar os problemas e irá haver um prejuízo esportivo para as equipes. Duas próximas rodadas serão sem torcida

Lance

Lance

Lance

O Sindicato dos Jogadores da Espanha se mostrou contra a medida imposta pela Federação Espanhola de Futebol de determinar que os jogos do Campeonato Espanhol da primeira e segunda divisão sejam realizados com portões fechados. A Associação pede que as competições sejam adiadas para preservar a saúde de jogadores e jogadoras. Alguns clubes também já reivindicavam uma mudança.

Na carta escrita pelo Sindicato para a Liga, Federação Espanhola e Conselho Superior de Esportes, o pedido é para que, além de preservar a saúde de todos os atletas em todas as divisões, evite o risco de aglomerações de pessoas. Há um entendimento de que apenas proibir a entrada de torcedores nos estádios, não impede que as pessoas se reúnam e evitem uma possível propagação do vírus.

Clubes como Zaragoza, Celta e Oviedo já se mostraram contrários a decisão da Federação e pedem um adiamento das rodadas para que o aspecto esportivo, de jogos com a presença de torcedores, seja preservado. Equipes também podem ter prejuízo financeiro com jogos sem torcida.