Futebol Simon, analista do Fox Sports, crê em boa arbitragem de argentino na final

Simon, analista do Fox Sports, crê em boa arbitragem de argentino na final

Ele coloca juiz que apitará a decisão da Libertadores como um dos três melhores da atualidade na América do Sul e enxerga com naturalidade árbitro estrangeiro

Lance
Lance

Lance

Lance

No próximo sábado, às 17h, Palmeiras e Santos fazem a final da Copa Conmebol Libertadores, no Maracanã. A escolha do trio de arbitragem argentino gerou repercussão nos últimos dias e o comentarista Carlos Eugênio Simon, do Fox Sports, que transmitirá o jogo na TV por assinatura, comentou a respeito.

“Muito boa a escolha da comissão de arbitragem da Conmebol. Patricio Loustau é um árbitro experiente e me agrada como apita, conversa com os jogadores e não permite jogo violento. Está numa boa fase e entre os três melhores da América do Sul. Espero que esteja num grande dia e juntamente com seus companheiros realize uma boa arbitragem”, disse Simon.

Além do juiz Patricio Loustau, a equipe de arbitragem contará com os assistentes Ezequiel Brailovsky e Diego Bonfa, além de Mauro Vigliano operando o VAR, todos da Argentina. Ao ser questionado sobre a final entre dois times brasileiros não contar com nenhum árbitro do país, Simon vê o fato como natural.

“Nas outras duas finais da Copa Libertadores que envolveram equipes brasileiras, os árbitros foram de fora do país (árbitros de Argentina e Uruguai fizeram as decisões de 2005 e 2006 entre São Paulo x Athletico-PR e São Paulo x Internacional). Santo de casa não faz milagre”.

Simon ainda comentou o que espera da partida do clássico paulista na final da Libertadores.

“Espero que seja um jogo tenso e intenso, duas grandes equipes com muitos jogadores habilidosos e dois bons técnicos”, complementou ele, que estará na transmissão do Fox Sports ao lado de Nivaldo Prieto, Paulo Calçade e Zinho direto do Maracanã.

Se vencer a Libertadores, o Peixe garantirá classificação para o Mundial de Clubes da FIFA. A competição ocorrerá já em fevereiro, no Catar.

Últimas