Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Sem tempo para trégua e 'matando um leão por jogo', Luxemburgo conquista paz no Corinthians

Após duas vitórias e a classificação na Copa do Brasil, treinador negou 'pacto' com a torcida do Timão

Futebol|

Lance
Lance Lance

Luxemburgo chegou ao Corinthians no ápice da crise vivida pelo clube na temporada. Na zona do rebaixamento do Brasileirão e por um fio na Libertadores, ele veio para “apagar o fogo” deixado por seus antecessores, e sua primeira missão foi encarar o protesto das organizadas.

+ Nas mãos de Cássio e pés de Róger Guedes, Corinthians avança na Copa do Brasil; veja notas

De peito aberto, Luxa chamou para si a responsabilidade e conversou com os líderes da uniformizadas, negociando um “pacto de paz” por pelo menos dez para poder desenvolver seu trabalho no clube.

Contudo, o treinador voltou atrás e deixou claro que um clube como o Corinthians não permite tal “acordo”, citando que é necessário obter resultados para permanecer no cargo. Luxa ficou seus setes primeiros jogos sem vencer, mas embalou uma sequência de duas vitórias e classificou a equipe na Copa do Brasil após vitória sobre o Atlético-MG.

Publicidade

+ Todos os jogos do Brasileirão você encontra no Prime Video. Assine já e acompanhe os jogos do Timão

- Não pedi absolutamente nada. O Corinthians não permite 10 jogos, é jogo a jogo. Eu não pedi 10 jogos. Cada jogo é matar um leão e correr de dois. Nem tem briga com eles, porque falaram sobre esse negócio de 10 jogos - disse o treinador corintiano durante a coletiva após superar o Galo.

Publicidade

Durante os resultados negativos, Luxa não mudou seu discurso e dizia ver evolução na equipe. A diretoria também manteve pulso firme e mesmo nos momentos de maior “fritura” bancou a permanência do treinador.

+ Veja horários e todos os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil

Publicidade

- Eu senti que a gente iria ganhar. Não tenho que dar resposta a ninguém. Tenho longevidade no futebol de conquistas maravilhosas e ninguém vai manchar isso. Faz parte da nossa cultura querer execrar, algumas pessoas na imprensa fazem isso. Não Tenho que falar nada para essas pessoas, mas sim para a torcida do Corinthians. Não vou conseguir mudar, porque desde que eu comecei como técnico e como jogador as coisas são assim. Não tenho que dar resposta a ninguém. Está aí o trabalho, as coisas acontecendo - declarou o treinador.

Em nove jogos até aqui, Luxemburgo possui quatro derrotas, quatro empates e duas vitórias, porém a equipe já saiu da zona do rebaixamento no Brasileirão, está nas quartas de final da Copa do Brasil e só depende de si na Libertadores. Demorou, mas Luxa conquistou um breve respiro de paz no Corinthians.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.