Futebol Sem cravar futuro, Cuca lembra problemas do Santos

Sem cravar futuro, Cuca lembra problemas do Santos

Treinador ainda não definiu permanência na Vila, mas voltou a apontar duro caminho que o Alvinegro terá pela frente, principalmente pela falta de dinheiro em caixa

Lance
Lance

Lance

Lance

Como já tem sido costume dentro do Santos, o futuro do técnico Cuca foi assunto na entrevista coletiva depois do empate diante do Atlético Goianiense. Mais uma vez, o treinador não cravou se fica ou se sai. Disse que a questão é interna, mas lembrou diversos problemas que o clube pode enfrentar na temporada.

“São coisas internas que conversei com o presidente e o Quaresma. Sempre jogo muito aberto, franco. Quero cumprir meu contrato, vim pelo prazer do trabalho e desafio. Estou muito contente com o retorno, principalmente dos jogadores. Uma pena não termos torcedor ao lado pela pandemia. É uma pergunta que cabe um tempo mais para responder", apontou.

O treinador deixou claro, no entanto, que seja qual for o seu futuro, o clube terá um futuro bastante complicado pela frente. "Santos, hoje, vive problemas seríssimos e gravíssimos. O que acontece? Duas ou três punições da Fifa para serem pagas. Dívidas com jogadores para serem pagas e não há receitas. Qual a receita? Vender jogadores. Lucas Veríssimo, Diego Pituca, daqui a pouco mais um e não dá conta, tem que vender dois. E não pra contratar, para pagar contas, salários e transfer ban”.

Confira a tabela do Brasileirão e faça sua simulação

O treinador também voltou a falar sobre a necessidade de se arrumar a casa como prioridade dentro do clube. Mesmo sem dar certeza se permanece, Cuca sabe que o time terá pressão para vencer, mesmo em um momento de reestruturação.

“A próxima temporada é de arrumar a casa, como falei. E não se arruma a casa colocando móveis, mas a estrutura, que não está nada legal. Santos tem que competir com São Paulo, Corinthians, Palmeiras. Não se pode perder enquanto arruma a casa. Derrotas têm consequência para treinador e emocional dos meninos. Vento a favor é uma coisa, contra a outra. Temos que pensar com carinho, com cuidado. Tenho falado como amigo com o presidente, Quaresma, Jorge (Andrade, gerente de futebol). Temos conversado muito sobre isso aí”.

O próximo desafio de Cuca e do Santos será já no próximo sábado, 19h, diante do Coritiba, na Vila Belmiro. Na 10ª colocação no Campeonato Brasileiro, o Peixe precisa de uma vitória em casa para continuar sonhando com Libertadores.

Últimas