Futebol Sem clube, Maicosuel revela desejo de retornar ao Botafogo: 'Minha vontade é de poder ajudar'

Sem clube, Maicosuel revela desejo de retornar ao Botafogo: 'Minha vontade é de poder ajudar'

Em entrevista ao canal 'Gigante Glorioso', meia não escondeu o seu carinho pela equipe da estrela solitária e assumiu que deseja retornar com um contrato de produtividade

Lance
Lance

Lance

Lance

Um velho conhecido da torcida do Botafogo revelou o seu desejo de voltar e ajudar o clube na campanha da série B. Trata-se do meio-campista Maicosuel, que está sem clube desde que deixou o Paraná em 2019, e conversou com o canal 'Gigante Glorioso'. O jogador, de 34 anos, não escondeu o carinho que sente pelo Alvinegro e disse estar bem fisicamente.

> Confira a classificação do Campeonato Carioca


– Minha vontade é de poder ajudar. Faz muito tempo que não jogo e preciso estar num lugar onde me sinta bem, que eu me sinta em paz. Preciso treinar bem, estar feliz para reencontrar meu futebol. Estou com 34 anos, o modo de futebol talvez tenha mudado um pouco, mas quero ajudar. Estou bem, treinando e esperando uma oportunidade. É claro que a condição física está abaixo, estou magrinho, um pouco mais forte, mas para 34 anos estou bem – disse Maicosuel.

> Confira mais notícias sobre o Botafogo

O Mago, como é carinhosamente apelidado, defendeu as cores do Botafogo entre 2009 e 2012. Ele também passou por outros grandes clubes brasileiros como Grêmio, São Paulo e Atlético-MG. Durante a entrevista, o meia deixou claro que respeita todos os atletas do elenco do Glorioso, e que o desejo de retornar seria para ajudar um clube, no qual tem bastante identificação.

– Quero deixar claro que não quero menosprezar nenhum jogador do atual elenco. Sei que o Botafogo tem muito mais a oferecer a mim do que eu ao Botafogo, mas se fosse uma coisa boa para os dois, por que não? Nunca precisei jogar por dinheiro, roubar o clube. Quero ajudar, voltar a dar alegria, ter alegria, e o time certo seria o Botafogo, por tudo que eu passei. Seria uma coisa boa para os dois. Seria uma coisa normal, como em qualquer outro clube, um contrato de produtividade – disse.

Ao ser perguntado sobre a rivalidade com o Flamengo, o jogador relembrou o clássico de 2009, no primeiro jogo da decisão do Carioca, em que driblou o ex-zagueiro Juan. Ele admitiu que quase assinou com o rubro-negro antes de jogar no time da estrela solitária, mas que decidiu não atuar no rival após ter se identificado com o Glorioso.

> Kalou fora: veja quem saiu e quem pode deixar o Botafogo

– Eu tenho vários amigos flamenguistas, joguei com vários que jogam lá atualmente. Mas fiz uma promessa para o André (Silva, vice-presidente de futebol na época) de que eu jamais vestiria a camisa do Flamengo. É até feio falar uma coisa dessa, mas eu aprendi a ser desse jeito no Botafogo, aprendi a amar o Botafogo. E o que o Botafogo não gostava, eu também não gostava – finalizou.

Últimas