Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Seleção feminina da Espanha defende Jenni Hermoso em polêmica com Luis Rubiales: 'Até o fim com ela'

Presidente da Real Federação Espanhola de Futebol beijou jogadora na boca após premiação de título na Copa do Mundo

Futebol|

Lance
Lance Lance

A cada dia, o clima dentro da Espanha parece se deteriorar cada vez menos. O beijo forçado de Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, em Jenni Hermoso, craque da seleção campeã mundial, fez explodir uma série de investigações e problemas em relação ao mandatário, além de insatisfações com seu cargo.

De acordo com a emissora de rádio local "COPE", as jogadoras campeãs com a camisa da Roja estão sentindo um certo medo em relação aos futuros acontecimentos. O discurso de Rubiales, em assembleia realizada nesta manhã de sexta, acabou expondo as atletas, já que o mandatário disse que o beijo foi consentido, a relação entre a delegação era muito boa e que nada disso o levaria a renunciar de seu cargo.

- Isto vai muito além das viagens e dos treinamentos que temos, sejam eles de nível ou não. Nós iremos até o final para defender a honra de Jenni Hermoso - disseram as atletas a Andrea Peláez, jornalista da rádio.

+ Mbappé muda de ideia e abre conversas para renovar com o PSG, afirma jornal

Publicidade

Logo após o discurso de Rubiales na assembleia, a craque Alexia Putellas, duas vezes melhor do mundo, foi até sua rede social e escreveu: "Isso é inaceitável. Acabou. Contigo, companheira", em mensagem para Hermoso.

Luis Rubiales está sob investigações de diversos órgãos. A Fifa, o governo espanhol e o Conselho Superior de Esportes estão apurando a situação, sob o entendimento de que o ato configura uma violência sexual, por ser um beijo sem consentimento da camisa 10 da Roja.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.