Futebol Seleção espanhola faz acordo de bônus para a Copa do Mundo com federação

Seleção espanhola faz acordo de bônus para a Copa do Mundo com federação

Parte dos arrecadamentos da entidade nacional em torneios será destinada a atletas

Lance
Lance

Lance

Lance

O capitão da seleção espanhola Sergio Busquets fez um acordo com o presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF) para que os atletas de La Roja recebam uma parte do que é arrecadado pela federação da Fifa e da Uefa pelas participações em competições.


Segundo o jornal espanhol "AS", o acordo terá duração entre os mundiais de 2022 e 2026. Segundo informações obtidas pelo periódico, o acordo é positivo para ambas as partes, pois houve torneios em que os bónus foram deficitários nas contas da Casa. Em seguida, revelaram ainda que no melhor dos casos, com o novo modelo, a Federação não perderá dinheiro e os internacionais terão bónus semelhantes aos que os jogadores das cinco principais seleções na Europa têm.

+ Messi definiu: Copa de 2022 será a sua última; relembre os mundiais de despedida de alguns craques

A DFB que é a Federação Alemã, foi um dos exemplos tomados. Na equipe germânica, os atletas ganharão 400 mil euros caso vencerem no Qatar. Se pelo menos passarem para as oitavas, ganharão 50 mil euros.

A Federação entende que os prémios têm sido fonte de divergências nos últimos Mundiais e Europeus, com divergências sensíveis que nunca foram bem resolvidas. Agora o princípio da solidariedade foi escolhido: todos ganham ou todos perdem. Rubiales envolveu Busquets, que mais tarde teve o apoio de Jordi Alba e Koke”.

Últimas