Futebol São Paulo termina ano com a sua pior campanha na história do Brasileirão na era dos pontos corridos

São Paulo termina ano com a sua pior campanha na história do Brasileirão na era dos pontos corridos

Ao ser derrotado pelo América-MG, time fecha torneio em 13º lugar, com 48 pontos, menor número somado pelo Tricolor em 19 edições da competição com o formato atual de disputa

Lance
Lance

Lance

Lance

Ao ser derrotado pelo América-MG por 2 a 0 nesta quinta-feira à noite, no estádio Independência, em Belo Horizonte, o São Paulo amargou a sua pior campanha na história do Campeonato Brasileiro no formato de pontos corridos, iniciado em 2003. Com 48 pontos após 38 rodadas, a equipe teve um desempenho ainda pior do que nas edições de 2013 e 2017 da competição nacional, nas quais terminou com 50 pontos e nas respectivas 9ª e 13ª posição.

> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

Desta vez, o Tricolor encerrou a sua participação na competição nacional em 13º lugar, com 11 vitórias, 15 empates e 12 derrotas, sendo que antes deste confronto na capital mineira a equipe só havia conseguido livrar o risco de rebaixamento à Série B na penúltima rodada do torneio, na segunda-feira passada, quando derrotou o Juventude por 3 a 1, atuando no Morumbi.

Desta forma, o São Paulo terminou de forma decepcionante a sua campanha neste Brasileirão depois de ter "iludido" a sua torcida com a conquista do Campeonato Paulista no primeiro semestre. Então sob o comando do técnico argentino Hernán Crespo, o time superou o Palmeiras na decisão e encerrou um longo jejum de troféus estaduais, que já durava desde o ano de 2005.

O Tricolor também fechou essa sua campanha sendo apenas o 14º melhor mandante deste Brasileirão, com 30 pontos somados em casa por meio de sete vitórias, nove empates e três derrotas. E a equipe comandada por Rogério Ceni foi o 12º melhor visitante da competição, com 18 pontos, contabilizados com quatro triunfos, seis igualdades e nove revezes em duelos longe do Morumbi.

Vale lembrar que o Brasileirão no formato de pontos corridos começou a ser disputado em 2006 com 20 clubes, como ocorre até hoje, depois de ter sido realizado com 24 times times em 2003 e 2004 e com 22 equipes em 2005.

Com isso, o São Paulo foi campeão pela primeira vez na era dos pontos corridos em 2006, com 78 pontos, número igual ao somado em 2003, quando fechou campanha em terceiro lugar. E no ano seguinte, mesmo ao somar 82, seu recorde de pontuação em seu histórico de participação na competição com este formato de disputa atual, o Tricolor também ficou na terceira posição.

Com 77 e 75 pontos, a equipe são-paulina assegurou o título nas respectivas edições de 2007 e 2008 do torneio nacional, no qual não consegue atingir a casa dos 70 pontos desde 2014, quando ficou com o vice-campeonato.

Essa foi a 19ª edição do Campeonato Brasileiro nesta era dos pontos corridos. E apenas o próprio São Paulo, o Flamengo e o Santos disputaram todas estas edições, pois são os únicos clubes da elite nacional que nunca foram rebaixados. E os três times disputarão novamente a Série A em 2022.

Veja as posições e pontuações do São Paulo no Brasileirão de pontos corridos:

2003 - 3º, com 78 pontos
2004 - 3º, com 82 pontos
2005 - 11º, com 58 pontos
2006 - Campeão, com 78 pontos
2007 - Campeão, com 77 pontos
2008 - Campeão, com 75 pontos
2009 - 3º, com 65 pontos
2010 - 9º, com 55 pontos
2011 - 6º, com 59 pontos
2012 - 4º, com 66 pontos
2013 - 9º, com 50 pontos
2014 - Vice-campeão, com 70 pontos
2015 - 4º, com 62 pontos
2016 - 10º, com 52 pontos
2017 - 13º, com 50 pontos
2018 - 5º, com 63 pontos
2019 - 6º, com 63 pontos
2020 - 4º, com 66 pontos
2021 - 13º, com 48 pontos

Últimas