Futebol São Paulo tem jogadores importantes no departamento médico antes do Majestoso

São Paulo tem jogadores importantes no departamento médico antes do Majestoso

Igor Vinícius, Diego Costa e Alisson devem ser desfalques para o clássico contra o Corinthians. Tricolor já tem ausências certas, como Jandrei e Nikão, com Covid-19

Lance
Lance

Lance

Lance

O São Paulo começa a preparação para o clássico contra o Corinthians, nesta sábado (05), às 16h, no Morumbi, pelo Campeonato Paulista, com jogadores importantes no departamento médico. Ao todo, cinco atletas estão sob cuidados dos médicos do clube: o lateral-direito Igor Vinícius, o zagueiro Diego Costa, o meia-atacante Alisson, o goleiro Jandrei e o atacante Nikão.

Os três primeiros estão com estiramento e seguem tratamento fitoterápico no REFFIS. Todos eles não têm previsão de retorno e foram desfalques na vitória diante do Água Santa, por 2 a 1, na última segunda-feira (28), pelo Campeonato Paulista.

Além do trio, Jandrei e Nikão são ausências pois testaram positivo para Covid-19. O goleiro deve ser desfalque contra o Corinthians e também diante do Palmeiras. Já o atacante não deve atuar diante do Alvinegro, mas provavelmente voltará contra o Alviverde, já que os dez dias de isolamento já terão passado. Nikão foi diagnosticado com Covid no último dia 27.

A boa novidade ficou por conta da dupla Luan e Patrick, que participou de todo o treinamento com o restante dos companheiros. Sendo assim, eles têm chance de serem relacionados para o Majestoso. Vai depender dos próximos treinamentos do Tricolor.

Rogério Ceni terá que quebrar a cabeça para escalar um time nos clássicos, que podem confirmar a vaga do São Paulo para a próxima fase do estadual. O Tricolor é o primeiro colocado do Grupo B, com 14 pontos.

JOGADORES NO DEPARTAMENTO MÉDICO DO SÃO PAULO
Jandrei - Covid-19
Igor Vinícius - pequeno estiramento na região posterior da coxa direita
Diego Costa - pequeno estiramento no músculo adutor direito
​Alisson - estiramento na região anterior da coxa direita
Nikão - Covid-19

Últimas