São Paulo relembra goleada sobre rival com brilho do lateral Serginho

Há 21 anos, o Tricolor bateu o Palmeiras por 5 a 1, com três gols do ala no Morumbi, em clássico válido pelo Campeonato Paulista daquele ano. Raí entrou no segundo tempo

Lance

Lance

Lance

Há exatamente 21 anos, no dia 9 de maio de 1999, o São Paulo goleava o Palmeiras por 5 a 1, no Morumbi, em clássico válido pela segunda fase do Campeonato Paulista. Além do placar elástico, o destaque da partida foi a atuação do lateral-esquerdo Serginho, que marcou três gols contra o rival.

Naquele dia, o Tricolor entrou em campo com: Rogério Ceni; Wilson, Márcio Santos e Bordon; Edmílson, Carabalí (Raí), Carlos Miguel, Marcelinho Paraíba e Serginho; Warley (Fabrício) e França (Edu). O esquema, montado no 3-5-2, era obra o técnico Paulo César Carpegiani, que dava muita liberdade a Serginho. Em seu Twitter oficial, o clube relembro aquele momento marcante.

Raí, atualmente diretor de futebol do clube, entrou no segundo tempo da partida e sofreu um dos dois pênaltis que Serginho converteu. Os outros dois gols são-paulinos no duelo foram anotados por Marcelinho Paraíba, abrindo o placar e Edu, que também entrou na etapa final, para marcar o quarto.

O gol do rival foi marcado por Arce, em cobrança de pênalti, que não existiu. Felipão, técnico palmeirense à época, havia escalado um time cheio de reservas uma vez que poucos dias depois enfrentaria o Corinthians, pelo duelo de volta das quartas de final da Libertadores, que mais tarde o Verdão conquistaria.

Já o São Paulo não podia contar com dois titulares: o lateral-direito Jorginho (campeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994) e o zagueiro Nem. Sem contar o próprio Raí, que voltava aos poucos de uma ruptura nos ligamentos do joelho esquerdo que o deixou oito meses fora de combate.

Poucos meses depois de brilhar nesse clássico, Serginho embarcaria para fazer história no Milan, onde permaneceu até 2008, quando encerrou a carreira. Em 1999, vestindo a camisa são-paulina, o lateral marcou incríveis 14 gols em 26 jogos. No ano anterior, ele havia ajudado o clube no título paulista.