Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

São Paulo pode ser punido por momento em que Pavón chuta bandeira de escanteio

Torcedores reagiram, e atacante do Atlético recebeu cartão amarelo pelo ato

Futebol|Do R7


Lance
Pavón chutou a bandeirinha no Morumbi (Foto: Wanderson Oliveira/PxImages/GazetaPress)

Ocorreu mais um lance polêmico envolvendo comemorações no final de semana. No duelo entre São Paulo e Atlético-MG, que terminou com vitória do Galo no Morumbi, o atacante Pavón fez um gol e comemorou acertando chute na bandeira de escanteio. O ato gerou revolta da torcida e dos atletas tricolores, e a situação pode render punição ao time da casa.

A pena pode vir ao São Paulo, mas não por conta da voadora do argentino em si. No momento, torcedores atiraram objetos no gramado com a comemoração atleticana, fato que foi relatado pelo árbitro Rodrigo Jose Pereira de Lima na súmula da partida.

- Informo que aos 23 minutos do 2 tempo durante a comemoração do gol da equipe visitante proximo a bandeira de canto do lado direito da meta defendida pela equipe mandante, foram arremessados varios copos de plastico contendo liquido para dentro do campo de jogo na direção dos jogadores da equipe visitante, cabe ressaltar que nenhum jogador foi atingido e os copos vieram da arquibancada onde estavam os torcedores da equipe mandante - escreveu o juiz.

Pavón converteu o pênalti aos 23 minutos do segundo tempo e foi direto para a bandeira de escanteio fazer a comemoração. Os são-paulinos se revoltaram e começou um princípio de confusão. Depois, Hulk pediu desculpas aos torcedores.

Publicidade

+ Renove o seu estoque de camisas do Tricolor com o cupom LANCEFUT 10% OFF

QUAIS PODEM SER AS PUNIÇÕES?

Publicidade

Caso o registro seja levado para julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o São Paulo pode ser enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de "desordens nos estádios". O gancho é de multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

O inciso ainda diz que a punição pode ser ampliada para perda do mando de campo de uma a dez partidas, porém apenas em casos de "elevada gravidade".

Publicidade

!POLÊMICA DA BANDEIRINHA!

Iniciou-se a discussão sobre a comemoração com chute na bandeirinha após Luciano, do São Paulo, praticar o ato no clássico contra o Corinthians, pela Copa do Brasil, na Neo Química Arena. O árbitro do confronto relatou o caso na súmula e mostrou amarelo para o atacante, que agora está suspenso do jogo da volta diante do rival.

Acontece que a advertência não é uma regra comum. Na última quarta-feira (2), Raphael Veiga anotou o gol do Palmeiras contra o Atlético-MG, pela Libertadores, e chutou a bandeira. Essa é uma comemoração característica do meia, que não recebeu amarelo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.