São Paulo ganha 'fôlego' e poderá parcelar pagamento por Tiago Volpi

Caso exerça a opção de compra pelo goleiro, Tricolor poderá pagar uma espécie de entrada até 31 de dezembro deste ano e dividirá o restante em quatro parcelas até o meio de 2021

Lance

Lance

Lance

Uma das principais apreensões do torcedor são-paulino nesta janela de transferências é em relação à compra ou não de Tiago Volpi. Apesar de já ter sinalizado que vai exercer a opção de compra, o clube ainda não efetuou o negócio por conta dos altos valores da transação, mas sabe que o pagamento poderá ser feito de forma parcelada até o meio de 2021. A informação foi divulgada primeiramente pelo GloboEsporte.com e confirmada pelo LANCE!.

O valor fixado pelo direitos econômicos de Volpi ao ser emprestado pelo Querétaro-MEX, foi de cinco milhões de dólares (R$ 20,5 milhões). No contrato, o Tricolor tem até o final deste ano para exercer sua opção, o que não precisará ser feito à vista, mas sim em prestações, o que facilitará o pagamento.

Até 31 de dezembro, o clube terá de desembolsar uma espécie de entrada, que representa metade do valor total, ou seja, dois milhões e meio de dólares (R$ 10,25 milhões), se quiser seguir com a opção de comprar o goleiro. A outra metade será dividida em quatro parcelas trimestrais de 625 mil dólares (R$ 2,56 milhões), sendo a primeira em junho de 2020 e a última em junho de 2021.

O entendimento é de que as finanças do clube ganham "fôlego" para poder assumir essa compra tão esperada pelo torcedor são-paulino, ainda que seja necessário destacar uma quantia significativa até o final deste ano, em meio a uma crise financeira pela qual o São Paulo passa, admitindo, inclusive, um déficit de R$ 76,5 milhões entre janeiro e agosto de 2019.

Com o jogador, a situação está encaminhada e ele já recebeu a indicação de que o negócio será feito. Agora, com a facilidade de pagamento e as receitas provenientes da classificação para a fase de grupos da Libertadores, as tratativas tendem a ter um desfecho positivo em breve. Além disso, há a expectativa de que algum atleta seja vendido antes da virada do ano.

Neste momento, o elenco tricolor está de férias e retorna às atividades em 6 de janeiro. No dia seguinte, o grupo segue para o CT de Cotia, onde deve ficar concentrado por aproximadamente dez dias, com treinos em dois períodos. A estreia do Tricolor no Paulistão-2020 será em 22 de janeiro, contra o Água Santa, no Morumbi, com horário ainda a ser definido pela FPF.