São Paulo confirma mais dez dias de férias para o elenco

Clube amplia período de férias até 1º de maio, seguindo a maioria das equipes brasileiras. Jogadores tiveram suspensão salarial, mas depois serão ressarcidos

Lance

Lance

Lance

O São Paulo confirmou nesta sexta-feira que jogadores e demais funcionários do departamento de futebol terão mais dez dias de férias devido à paralisação dos campeonatos por causa da COVID-19.

Inicialmente, o clube concedeu 20 dias de férias coletivas, de 2 de abril a 21 de abril. O período agora foi ampliado até 1º de maio, seguindo a maioria dos clubes do país.

"Em acordo com o calendário do futebol brasileiro e com orientações de CBF e FPF, o São Paulo informa que definiu pela concessão de mais dez dias de férias para atletas e colaboradores do departamento de futebol", divulgou o clube em suas redes sociais.

Ainda não há definição de datas para o retorno das competições. A Federação Paulista de Futebol terá uma reunião com os presidentes dos 16 clubes da Série A1 do Paulistão no início de maio para discutir como e quando o Estadual pode ser reiniciado. Antes disso, será elaborado um protocolo de saúde com participação dos médicos das equipes.

Neste período sem jogos, o São Paulo teve uma queda brusca em suas receitas e decidiu suspender metade dos salários e congelar os direitos de imagem dos atletas. Os valores que ficarem pendentes serão pagos futuramente.