Futebol Santos vence Água Santa, escapa da queda, mas está fora do Paulistão

Santos vence Água Santa, escapa da queda, mas está fora do Paulistão

Peixe saiu atrás no placar, reagiu, fez 3 a 2, mas acabou ficando de fora das quartas de final, pois o Santo André venceu a Inter de Limeira e ficou com a segunda vaga

Lance
Lance

Lance

Lance

Um jogo nervoso, tenso, com cara de decisão. Não valia título, mas valia a vida. E o Santos conseguiu sobreviver e se manter na elite do Paulistão, ao vencer o Água Santa por 3 a 2, de virada, neste sábado, na Vila Belmiro.

O Peixe suou, mas, pelo segundo ano seguido, escapou do rebaixamento para a Segunda Divisão na última rodada. A sonhada vaga para as quartas de final, no entanto, não chegou, já que o Santo André bateu a Inter de Limeira e ficou com a segunda vaga do grupo.

Fora da próxima fase do Paulistão, o Alvinegro Praiano agora terá tempo para se preparar para a próxima fase da Copa do Brasil. O Peixe avançou para a terceira fase após passar, nos pênaltis, pelo Fluminense-PI, fora de casa.

O jogo

Como era de se esperar, o Santos começou o jogo nervoso, mas buscando o gol. No entanto, aos 10 minutos, após cobrança de escanteio fechada que acertou a trave, a zaga santista não conseguiu afastar e viu Dadá Belmonte abrir o placar para o Água Santa.

O que poderia se transformar em drama, no entanto, virou reação no minuto seguinte, depois que Zanocelo matou no peito e marcou um golaço para deixar tudo igual. Era o que o Santos precisava para recuperar a confiança.

Ricardo Goulart, de peixinho, aos 15, e Kaiky, com uma cabeçada fulminante, aos 28 minutos, decretaram a virada do Alvinegro antes da descida para os vestiários, e tranquilizaram os nervos em relação ao risco de rebaixamento.

No segundo tempo, o Santos, sabendo que a vaga nas quartas de final estava mais longe, diminuiu o ritmo, mas não o suficiente para ver o Água Santa ameaçar a vitória e ou a permanência do Peixe na elite do futebol paulista.

O Água Santa diminuiu logo após a expulsão de Eduardo Bauermann, com Rodrigo Sam, mas o placar de 3 a 2 não mudou nada em termos de classificação.

O Santos se despede do Paulistão 2022 com vitória, mas também com a lição (mais uma) de que precisará fazer muito mais se não quiser flertar perigosamente com a parte de baixo da tabela no próximo Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 2 ÁGUA SANTA

Data e hora: 19 de março, às 16h (horário de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
Árbitro de vídeo: José Claudio Rocha Filho (SP)
Cartões amarelos: Zanocelo, Eduardo Bauermann, Rwan (Santos), Rodrigo Santos, Fernandinho (Água Santa)
Cartão vermelho: Eduardo Bauermann (Santos)
GOLS: Dadá Belmonte (1 x 0) aos 10, Zanocelo (1 x 1), aos 11, Ricardo Goulart (2 x 1), aos 15, Kaiky (3 x 1), aos 28 do 1º tempo; Rodrigo Sam (3 x 2), aos 41 do 2º tempo

SANTOS: JJoão Paulo; Auro, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Camacho (Velázquez), Vinícius Zanocelo (Sandry) e Ricardo Goulart (Sánchez); Lucas Barbosa (Léo Baptistão), Marcos Leonardo (Rwan) e Lucas Braga. Técnico: Fabián Bustos

ÁGUA SANTA: Victor Souza; Alex Silva, Jeferson Bahia, Hélder e Rhuan (Alison); Rodrigo Sam e Caíque; Dadá Belmonte (Álvaro), Vinícius (Morek), Fernandinho e Lelê (Deivid Kaiki). Técnico: Serginho

Últimas