Futebol Santos pode perder mando de campo na Libertadores por fogos

Santos pode perder mando de campo na Libertadores por fogos

Peixe já apresentou defesa à entidade sul-americana, onde se exime da responsabilidade dos atos e diz que local do ocorrido já foi identificado

Lance
Vila Belmiro recebeu todos os jogos do Peixe como mandante nesta Libertadores

Vila Belmiro recebeu todos os jogos do Peixe como mandante nesta Libertadores

Divulgação Santos

O Santos foi notificado pela Conmebol, através da sua Comissão Disciplinar de Futebol, a respeito das manifestações pirotécnicas, com fogos e sinalizadores, promovidas antes do jogo contra a LDU, no dia 01º de dezembro, na Vila Belmiro, válido pelo confronto de volta das oitavas de final da Libertadores, onde o Peixe foi derrotado por 1 a 0, mas garantiu a classificação às quartas de final por conta do gol qualificado.

Como punição, o Alvinegro pode ser multado ou até perder mando de campo na reta final do torneio sul-americano. No entanto, o Peixe, em comunicado oficial, alega ter apresentado "vasta documentação" que o exime da responsabilidade do ocorrido e que já identificou o local onde os atos ocorreram.

Leia a nota na íntegra:

"O Santos FC esclarece que foi comunicado pela Comissão Disciplinar da CONMEBOL a respeito de foguetórios e sinalizadores que caíram no campo durante o jogo contra a LDU, em partida válida pela Copa Libertadores da América, no dia 1 de dezembro de 2020, que garantiu a classificação para as quartas de final da competição. O Santos FC não teve nenhuma responsabilidade sobre o ocorrido. Uma vasta documentação enviada à CONMEBOL evidencia que esses episódios ocorreram fora do estádio Urbano Caldeira e em local já identificado pelo Clube".

O Santos volta a jogar na Vila Belmiro pela Libertadores nesta quarta-feira (16), às 19h15, contra o Grêmio, pela partida de volta das quartas de final da competição. Na última semana, as duas equipes empataram em 1 a 1, em Porto Alegre, nos primeiros 90 minutos da decisão.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Últimas