Futebol Sánchez entra para a história e pede cabeça erguida do Santos

Sánchez entra para a história e pede cabeça erguida do Santos

Uruguaio faz um dos gols do Peixe na derrota para o Palmeiras e se torna o maior artilheiro estrangeiro da história do clube ao lado de Copete, com 26 gols marcados

Lance
Lance

Lance

Lance

O uruguaio Carlos Sánchez colocou de vez seu nome na história do Santos. Com o gol de pênalti marcado na derrota por 3 a 2 diante do Palmeiras neste sábado, o jogador chegou a 26 gols com a camisa do Peixe e igualou o colombiano Copete no posto de maior artilheiro estrangeiro da história do clube.

Um dos destaques do Peixe no clássico deste sábado, Carlos Sánchez comemorou o gol, mas lamentou que ele não tenha sido suficiente para que o Santos deixasse o Allianz Parque com um resultado melhor.

- Feliz por ajudar o time. O gol não serviu muito, mas tentamos virar o jogo e não aconteceu. Agora temos que levantar a cabeça e pensar no que vem pela frente - afirmou o jogador.

Apesar da derrota, o uruguaio elogiou a postura da equipe nos jogos.

-Estamos fazendo um grande esforço a cada jogo, estamos sendo protagonistas, estamos jogando bem e seguimos confiante em fazer um bom trabalho - afirmou,

Carlos Sánchez tem agora 110 jogos com a camisa do Santos. Ele renovou recentemente seu contrato com o clube até o dia 22 de julho de 2023.

Últimas