Futebol Sampaoli elogia, Rodrygo vibra e fecha ano como o artilheiro jovem

Sampaoli elogia, Rodrygo vibra e fecha ano como o artilheiro jovem

Jogador de linha com mais partidas pelo Santos em 2018, atacante ganha elogios de seu novo treinador. Entre nascidos no século XXI, é o maior goleador comparado a outra ligas

Jogador de linha com mais partidas pelo Santos em 2018, atacante ganha elogios de seu novo treinador. Entre nascidos no século XXI, é o maior goleador comparado a outra ligas

Lance

Lance

Lance

Entre os nascidos neste século, ou seja, de 2001 para frente, Rodrygo foi o grande goleador de 2018, comparado às ligas da Espanha, França, Inglaterra, Alemanha e Itália. Não à toa, o garoto de 17 anos foi bastante elogiado pelo técnico Jorge Sampaoli durante sua apresentação no Santos. Somadas as edições de pontos corridos do Campeonato Brasileiro (desde 2003), Rodrygo só perde para Neymar no quesito artilharia somada a pouca idade. Foram 12 gols e quatro assistências no ano. No Brasileirão, oito tentos.

- Fiquei muito satisfeito com a minha primeira temporada como profissional. Era um sonho que tinha, de chegar às categorias de cima, e isso aconteceu antes mesmo do que esperava. Como sempre digo, a ficha ainda não caiu, mas aos poucos vou entendendo melhor tudo que estou vivendo. Faço um balanço positivo do meu ano, 60 jogos com apenas 17 anos, um número alto para a idade. Feliz também pelo número de gols e por ajudar com assistências também. É seguir trabalhando para evoluir e aumentar esses números sempre
- disse Rodrygo, ao LANCE!, e completou:

- Agora é um novo momento, de preparação com a Seleção Brasileira Sub-20, e vamos nos dedicar muito pra buscar esse título para o Brasil. É mais um objetivo alcançado, de representar o nosso país em uma competição importante no cenário mundial.

O grande oponente de Rodrygo no quesito artilharia jovem é o italiano Pietro Pellegri, também nascido em 2001. Atualmente no Mônaco, tem quatro gols contando o Campeonato Francês e o Italiano, da época em que atuou pelo Genoa.

- Rodrygo para seu bem seria importante se consolidar um par de anos a mais aqui, para o bem dele e meu, também (risos). Mas não sou eu quem decide. Seria bom chegar com mais vivência nacional, com formação totalmente completa. Casos como de Vinícius (Júnior) que vão rápido (ao Real Madrid) e não encontram o que esperavam - ponderou Sampaoli, lamentando que só poderá contar com o Menino da Vila por seis meses. Em julho, o Rayo viaja à Espanha para se apresentar ao Real.

Foram 60 jogos disputados em 2018. No Brasileirão, Rodrygo participou de 35 jogos para marcar seus oito gols. Em 2009, Neymar, com então 17 anos, fez dez gols no mesmo número de jogos. Jô, em 2004 e pelo Corinthians, fez os mesmos oito gols aos 17 anos, mas em 42 jogos.