Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Sampaoli avalia jogo contra o Racing, detona gramado do Maracanã e nega pedido por Soteldo

Treinador aponta melhorias na equipe, pede um gramado em melhores condições e fala sobre reforços

Futebol|Do R7


Lance
Lance

O Flamengo venceu o Racing por 2 a 1 nesta quinta-feira (8), quebrou um tabu histórico e encaminhou a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. Ao final do confronto, válido pela quinta rodada da fase de grupos, Sampaoli avaliou a postura do time, comemorou o resultado e fez duras críticas ao gramado do Maracanã.

- Hoje foi uma partida difícil, mas conseguimos ser melhores no ataque. É uma vitória de muito valor, porque nos dá a oportunidade de lutar pelo primeiro lugar. Temos uma sequência de muitos jogos seguidos, e a equipe conseguiu responder.

- O estado do gramado é muito ruim para tentar jogar, quase impossível. Muito estranho que quase 70 mil pessoas venham ver um jogo de futebol nesse tipo de gramado. Mas, bom, o time ganhou, feliz por isso, seguimos crescendo, aprendendo. o caminho quando ganha é mais fácil.

Sampaoli também falou sobre os reforços da janela de transferências no meio do ano e negou que tenha pedido a contratação de Soteldo. O técnico já trabalhou com o atacante durante passagem pelo Santos.

Publicidade

- Jogador que joguei no Santos, mas não é verdade que eu pedi ele aqui. É uma etapa de melhorar o plantel, seguramente aparecerão jogadores novos na janela, é verdade que não posso dar nomes, mas Soteldo reitero que eu respeito muito, admiro muito, fez uma grande temporada comigo no Santos.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE SAMPAOLI

Publicidade

Sobre o jogo:

- Sim, eu penso que hoje foi uma partida difícil, o Racing empata o jogo em um momento inesperado para nós, porque no primeiro tempo praticamente não haviam chegado na nossa marca. Eu dou muito valor.

Publicidade

- A velocidade do time está no jogo. Gerson, Arrascaeta, Everton Ribeiro... Jogadores dessa qualidade e precisão, com a verticalidade dos laterais, nos dá possibilidade de dominar o jogo. Tivemos a posse sem agressividade no primeiro tempo, mas faltou profundidade.

- Foi uma partida inteligente, nos complicou muito no jogo. No primeiro tempo, não teve muitas oportunidades de gol, mas no segundo tempo se encontraram na partida, empataram o jogo e dominaram uma parte. Não dominaram a posse de bola, mas senti que eles poderiam vencer em determinado momento. Creio que o Racing, coletivamente, é uma equipe bem interessante, bem treinada, com jogadores que foram muito valentes. Nós, inclusive, temos que melhorar para enfrentar as fases seguintes.

Evolução do time:

- Por um momento o time vai entendendo a ideia do jogo que represento. Para jogo de posição, precisa de precisão e altura. O estado do campo é muito difícil pra esse time de futebol, o controle é diferente, a aceleração é distinta, precisão é difícil. Seguimos tentando e pedindo ao clube que intervenha na melhoria do campo ou tenhamos possibilidade de jogar em um campo melhor. Mas eu creio que o time está avançando muito, é competitivo, agressivo. O importante é que o processo seja favorável com resultado, porque não permite trabalhar com muita tranquilidade.

- Cheguei no meio da competição, em meio a uma crise do clube. Sabia que seria difícil fazer modificações a curto prazo. Tentamos, trabalhamos muito para mudar a cara do time neste curto prazo. Em alguns momentos do jogo será possível, em outros, não. Faz parte do processo. Estando no Flamengo, a necessidade de ganhar é total. Sabemos da nossa responsabilidade.

Gramado:

- O estado do gramado é muito ruim para tentar jogar, quase impossível. Muito estranho que quase 70 mil pessoas venham ver um jogo de futebol nesse tipo de gramado. Mas, bom, o time ganhou, feliz por isso, seguimos crescendo, aprendendo. o caminho quando ganha é mais fácil.

Pedro:

- Hoje não conseguimos levar ele a situações de vantagem. Racing estava defendendo com muita gente e o estado do campo era difícil de acelerar. Complicou o jogo porque as bolas quase não chegavam a ele.

Contratações:

- Falamos sempre de possibilidade de reforços. Estamos vendo a possibilidade de que chegue algum jogador. Houve uma janela em dezembro escassa, então estamos vendo algum jogador nessa janela. Então tem que ser um jogador que faça a diferença. Hoje, falar um nome é muito difícil, a janela na América do Sul é diferente, na Europa é diferente. Veremos as possibilidades que tem o clube. Sei que estão trabalhando muito para que chegue algum jogador que nos ajude a encarar o futuro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.