Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Saiba quanto o Corinthians faturou e quanto deixou de ganhar após o fechamento da janela europeia

Timão negociou Murillo, Adson e Pedro, mas não aceitou propostas por Moscardo e Yuri Alberto

Futebol|Do R7

Lance
Lance Lance

Mesmo recusando propostas por Moscardo e Yuri Alberto nos últimos dias, o Corinthians não passou ileso à janela de transferências europeias. O período de contratação das principais ligas no Velho Continente encerrou na última sexta-feira (1º), com o Timão tendo negociado Murillo e Adson na reta final. No total, o clube alvinegro já ganhou R$ 196,87 milhões em vendas de ativos e mecanismos de solidariedade nesta temporada.

O valor arrecaddo é mais que o dobro previsto para 2023, que era R$ 90,1 milhões. Dessa quantia, R$ 148,1 milhões foram em negociações com equipes de Europa, o que representa 75,2% do total embolsado.

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

Nem mesmo o poderoso mercado do Oriente Médio foi tão letal ao Corinthians do que a ‘boa e velha’ Europa. O único atleta corintiano que deixou a equipe para a praça asiática neste ano foi Róger Guedes, vendido por R$ 19,5 milhões ao Al-Rayyan, do Qatar. 

Publicidade

As vendas para o futebol europeu começaram no fim de junho, com o Zenit, da Rússia, fechando a contratação em definitivo do atacante Gustavo Mantuan, que esteve emprestado pelo Timão desde o meio do ano passado, por 2 milhões de euros (R$ 10,4 milhões). 

Na semana seguinte, o time de São Petersburgo firmou negócio por Pedro no valor de 9 milhões de euros (R$ 46,7 milhões). O clube do Parque São Jorge recebeu a maior parte do valor à vista, mas até fevereiro de 2023, quando o atleta vai se apresentar ao time russo, tem mais duas parcelas para embolsar. Como tem 17 anos, a revelação corintiana só poderá se transferir para a Europa quando atingir a maioridade.

Publicidade

Os dois negócios aconteceram antes da abertura da janela de transferências da Europa, que aconteceu no dia 1º de setembro nos principais países do futebol europeu - com exceção da Inglaterra. Mas foi no fim de agosto, pouco antes do período encerrar, que outros dois jogadores deixaram o Corinthians para se transferir para o Velho Continente. 

No dia 23, o Nantes, da França, anunciou a contratação do atacante Adson. O Timão recebeu 5 milhões de euros (R$ 27 milhões) pelo negócio. Já no dia 31, o zagueiro Murillo foi negociado com o Nottingham Forest, da Inglaterra, por 12 milhões de euros (R$ 64 milhões) - o valor pode chegar a 14 milhões de euros (R$ 74,6 milhões) se o defensor atingir algumas metas no seu primeiro ano na equipe inglesa.

Publicidade

+ Veja tabela e simule os jogos do Timão no Brasileirão

E o Corinthians poderia ter recebido ainda mais dinheiro vendendo ativo para times europeus se não tivesse recusado propostas por Gabriel Moscardo e Yuri Alberto. 

O volante recebeu uma oferta de R$ 21 milhões de euros (R$ 111,8 milhões) do Chelsea, da Inglaterra. O valor pode chegar até R$ 25 milhões de euros (R$ 133,1 milhões) com bonificações atreladas a cumprimento de metas. O Timão recusou a investida, que aconteceu na semana do encerramento da janela de transferências. Isso não significa que o negócio não pode acontecer. A ideia é que ele avance até o fim da temporada, com a promessa corintiana se transferindo para a equipe londrina no ano que vem. 

Em relação a Yuri Alberto, a proposta foi de 18 milhões de euros por 60% dos direitos econômicos. Como divide o percentual com o Zenit, da Rússia, cada clube receberia 9 milhões de euros (R$ 47,9 milhões) e ficaria com 20% do ‘passe’ do centroavante. Os corintianos não aprovaram esse tipo de negócio. Para a direção do clube alvinegro qualquer conversa pelo centroavante só iniciará por 20 milhões de euros (R$ 106,5 milhões) pela ‘fatia’ que possui. 

+ Assista aos jogos do seu clube do coração com aquela gelada! Copo Stanley a partir de R$120,00

Não vender Moscardo e Yuri fez com que o Corinthians deixasse de ganhar 30 milhões de euros (R$ 159,8), quase o dobro do que a equipe do Parque São Jorge já arrecadou em 2023.

Além dos atletas que o Corinthians vendeu, também foram arrecadados mais R$ 12,67 milhões em mecanismos de solidariedade pelas transferências dos atacantes Gabriel Pereira para o Al-Rayyan (QAT) e Malcom para o Al-Hilal (SAU). 

O lateral-esquerdo Carlos Augusto foi negociado pelo Monza para a Inter de Milão, ambos da Itália. Nesse caso, além do valor referente ao período de formação do atleta, o Timão tem direito a 40% da mais valia - quantia superior à que o clube alvinegro embolsou quando negociou o jogador. 

No total, a equipe do Parque São Jorge tem direito a 5,85 milhões de euros na transação. Na cotação atual, as cifras estão em R$ 31,15 milhões. Porém, o contrato com a Internazionale inicialmente é por empréstimo com obrigação de compra no fim da temporada, em junho de 2024, período que o dinheiro vai cair na conta do time alvinegro. 

+ Olho no Brasileirão! Assine o Prime Video e acompanhe todos os jogos do seu time do coração!

COBRANÇA DA FIEL

Muitos protestos foram feitos pela torcida que foi contra a venda de boa parte dos atletas negociados pela diretoria corintiana. O principal motivo foi a negociação pelo valor bem abaixo da multa rescisória desses atletas. 

No sábado (2), lideranças de torcidas uniformizadas foram até o CT Joaquim Grava e, em reunião com o presidente Duílio Monteiro Alves, cobraram a direção pelas negociações.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.