Rotenberg revela que zagueiro estrangeiro foi oferecido ao Botafogo

Após fim das negociações por Yaya Touré, o vice-presidente comercial e de marketing do Botafogo revelou que outros jogadores com perfil parecidos foram oferecidos ao clube

Lance

Lance

Lance

Ao mesmo tempo em que anunciou a desistência da negociação entre o Botafogo e o marfinense Yaya Touré, o vice-presidente comercial e de marketing do clube, Ricardo Rotenberg, revelou que um experiente zagueiro estrangeiro foi oferecido ao Glorioso. Segundo o dirigente, devido a exposição com a chegada o japonês Honda e possível vinda de Touré, outros jogadores passaram a ser oferecidos ao clube.

- Vai ser tudo sobre o crivo do Autuori. Estamos vendo no mercado. Em função da vinda do Honda e da possível vinda do Yaya, vários jogadores estão sendo oferecidos para nós nesse nível. Do mesmo parâmetro, talvez um pouco menores. Um grande zagueiro de 32 anos, estrangeiro, vários anos titular dos primeiros 4, 5 colocados do Campeonato Italiano. Abriu essa janela. O Botafogo é muito conhecido no exterior - afirmou Rotenberg em entrevista à "Rádio Brasil".

De acordo com o dirigente alvinegro, o fim das conversas com Yaya Touré, após demora na definição por parte do jogador, vai permitir que outras negociações possam ser avançadas.

- O que tem de sondagens do exterior, de jogadores nessa faixa, de 30, 32 anos, e jogadores importantes, talvez com um pouco menos de peso, mas também com uma trajetória espetacular na Europa. Agora, pode se pensar mais, e passar para a comissão técnica e pensar na possibilidade.

Rotenberg também falou sobre o seu papel nesse tipo de negociação. Com os bons resultados com a vinda de Honda, ele continuaria insistindo em jogadores com perfil parecido.

- A vinda do Honda foi muito bem vinda na minha área e deu resultado espetacular, de sócio-torcedores, venda de camisa, mídia. E vai dar muitas alegrias dentro de campo, porque é um atleta espetacular e exemplar. Então, eu iria atrás de um jogador de nome e que tivesse aprovação de Autuori. E numa posição que fosse importante para o Botafogo, uma posição carente.