Futebol Rogério Ceni fala sobre Gerson e nega problema com Arrascaeta: 'Não tem nada'

Rogério Ceni fala sobre Gerson e nega problema com Arrascaeta: 'Não tem nada'

Treinador concedeu sua primeira entrevista no Flamengo e citou disputa aberta pelo Campeonato Brasileiro

Lance
Lance

Lance

Lance

O treinador Rogério Ceni quebrou o silêncio e, enfim, concedeu sua primeira entrevista como comandante do Flamengo logo após um dos jogos mais tensos da temporada. O 4 a 3 contra o Bahia, no último domingo, gerou repercussões pelo o que aconteceu dentro de campo. Infelizmente, não só pelo placar da partida disputada.

Um dos principais acontecimentos do jogo foi a acusação do meia Gerson contra o colombiano Ramirez, que teria cometido uma injúria racial durante uma breve discussão. O treinador afirmou que não conseguiu ouvir o que foi dito, mas revelou a conversa com o atleta após o jogo e apoiou o camisa 8 do rubro-negro.

- Não, dentro do campo é impossível mesmo com o som de todos os jogadores, muito menos o que o Gabriel supostamente que o árbitro disse que ele tenha falado também. Primeiro, eu vejo a indignação do Gerson e o que ele falou para mim no vestiário é que estava bastante chateado. Eu acho que ele tem que combater sim. Logicamente, como o Felipe falou, tem sempre que ouvir os dois lados do que aconteceu. Mas assmi, pela maneira como o Gerson me relatou, fica muito clara a maneira como o Ramirez tentou colocar de forma negativa a frase que ele formou - disse ao "Arena SBT".

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Outro fato que chamou atenção durante a partida foi o meia uruguaio Arrascaeta, que ao ser substituído, mostrou sua insatisfação e não cumprimentou o comandante rubro-negro. Rogério tratou de colocar panos quentes na situação e negou qualquer problema com o jogador.

- Não, de maneira alguma. Eu entendo, compreendo o jogador sair de campo, ele quer sempre ficar em campo. Problema nenhum, Arrascaeta é ótimo. Claro que a atitude do Everton é mais fácil de se lidar, mas não tem nada - explicou.

Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, o Flamengo tem como seu foco total a conquista do Campeonato Brasileiro. Segundo colocado e cinco pontos atrás do líder São Paulo, Ceni afirma que a disputa pelo título está aberta e cita "sete ou oito" times com chances de conquistar a taça.

- Não, não. Eu acho que tem sete, oito times que brigam ainda pelo campeonato. Ainda tem muito campeonato, muito ponto para se jogar. 13 rodadas para se jogar, 39 pontos. É como o Felipe falou: Palmeiras, Inter, Grêmio, até o Santos do Cuca que vem fazendo um grande campeonato, todos daí para cima têm condições de chegar ao título - finalizou.

Últimas