Futebol Rodrigo Nestor avalia temporada do São Paulo e destaca evolução

Rodrigo Nestor avalia temporada do São Paulo e destaca evolução

Em seu segundo ano como profissional, Nestor foi um dos atletas com mais participações em gols neste ano

Lance
Lance

Lance

Lance

No segundo ano como atleta profissional do São Paulo, Rodrigo Nestor encerrou a temporada como líder em assistências e como um dos jogadores com mais jogos disputados.

Em entrevista à 'SPFC Play', Nestor avaliou seu rendimento neste ano e destacou que quase conseguiu bater uma das metas que colocou em mente logo na reapresentação do Tricolor, no início do ano. Ao todo, foram 19 participações em gols (sendo 11 assistências e oito tentos). Para a cria de Cotia, seu objetivo era encerrar 2022 com 20 participações.

Listamos 15 nomes da Copa do Mundo que podem ou vão trocar de time após o Mundial

Veja tabela da Copa do Mundo

O camisa 25 ainda ressaltou que o amadurecimento e a confiança dada por Rogério Ceni e seus companheiros de equipe também foi algo essencial para tal feito.

- No começo do ano, eu tinha uma meta de vinte participações em gols - seja em gols ou assistências. Quem bom que foi dividido, é questão de amadurecimento, estar mais confiante, mais tranquilo. Estar no dia a dia com o pessoal, você começa a participar, se sente importância, vê que treinador confia em você e isso só agrega, tanto mentalmente quanto no amadurecimento. Meus companheiros me ajudam demais. Tenho muito mais para jogar e amadurecer - disse Rodrigo Nestor.

Com 62 jogos disputados, estando entre uma das principais opções para Ceni no meio de campo, o jogador disse estar orgulhoso pelo que o São Paulo alcançou, mas que entende o torcedor e lamenta pela ausência de títulos e pelas derrotas em finais.

Na temporada, o Tricolor chegou até a final do Campeonato Paulista e da Copa Sul-Americana, e caiu somente nas semifinais da Copa do Brasil - ao ser derrotado pelo Flamengo. Entretanto, encerrou o Brasileiro na nona colocação e ficou de fora da Copa Libertadores no próximo ano.

- O torcedor não vai entender, mas no começo do ano a gente não imaginava que iria estar em duas finais em um ano, semifinal de Copa do Brasil, em uma posição melhor no Brasileiro. Fico feliz esse ano, mas triste de não conquistar um título - completou.

Revelado em Cotia, Nestor comemorou ter sido tão importante para o São Paulo durante o ano e revelou que não acreditava na probabilidade de conseguir tais marcas

- Segundo ano profissional e eu já participo desse número de jogos. Quando eu morava em Cotia, nunca pensei que iria chegar desse jeito. Talvez tivesse menos de 2% de probabilidade, mas graças ao meu esforço cheguei. Estou feliz de fazer esses números - concluiu.

Últimas