Futebol Rodrigo Caio passará por cirurgia e não joga mais pelo Flamengo em 2022; 'Não acabou aqui'

Rodrigo Caio passará por cirurgia e não joga mais pelo Flamengo em 2022; 'Não acabou aqui'

Zagueiro passará por nova intervenção cirúrgica no joelho esquerdo e não volta aos gramados esse ano

Lance
Zagueiro do Flamengo, Rodrigo Caio passará por nova intervenção cirúrgica no joelho esquerdo

Zagueiro do Flamengo, Rodrigo Caio passará por nova intervenção cirúrgica no joelho esquerdo

Lance

O zagueiro Rodrigo Caio passará por nova intervenção cirúrgica no joelho esquerdo e não atuará mais pelo Flamengo nesta temporada. O Dr. Marcio Tannure confirmou que a artroscopia será realizada nos próximos dias para fazer um "reparo cirúrgico da lesão do menisco", e o tempo de recuperação do jogador será de seis a oito semanas.

Ao lado do Dr. Tannure, em vídeo publicado pelo clube nesta quinta, Rodrigo Caio falou sobre as dificuldades que viveu no ano, agradeceu o apoio e carinho recebido e garantiu que "irá superar tudo isso".

"Saibam que a história do Rodrigo não acabou por aqui, pelo contrário. Eu sempre digo isso. Sou uma pessoa que acredita muito na minha força, no propósito de Deus. Tenho certeza que Deus tem grandes planos. Fiz questão de deixar essa mensagem para todas pessoas que torcem por mim. Vou superar tudo isso. Nos vemos na próxima temporada e farei de tudo para entregar o máximo para a Nação, que é quem nos deixa com a maior convicção que vale a pena todo esforço e dedicação. Farei de tudo para me recuperar, ficar saudável novamente e fazer o que eu amo", afirmou Rodrigo Caio.

De acordo com Dr. Marcio Tannure, em julho deste ano, na partida contra o Corinthians, o zagueiro sofreu uma lesão no local que já havia lesionado anteriormente, e havia duas possibilidades: tratamento conservador ou cirúrgico. Em conjunto, optaram pela primeira opção, mas a recuperação não alcançou o nível necessário.

Desde 2020, Rodrigo Caio tem convivido com problemas físicos e lesões. Naquele ano, sofreu lesões na coxa esquerda e panturrilha direita, desgaste muscular e edeme ósseo no joelho direito, além de ter sido diagnosticado com Covid-19.

Em 2021, teve problema muscular na coxa esquerda, fibrose na coxa direita e, no fim da temporada, passou por uma cirurgia no joelho esquerdo - local o qual teve complicações, no início de 2022, por conta de uma infecção.

Assim, Rodrigo Caio só voltou aos jogos em maio de 2022, e disputou, ao todo, 12 jogos na temporada até se lesionar, outra vez, em julho.

Leia, na íntegra, as declarações de Dr. Marcio Tannure e Rodrigo Caio

Rodrigo Caio:

"Fiz questão de estar presente para deixar uma mensagem. Foi um ano bem complicado para mim, mentalmente e fisicamente. Algumas lesões que fizeram com que, praticamente, eu perdesse a temporada. Não vim para lamentar, me sinto privilegiado por tudo que construí na minha carreira, por tudo que tenho na minha vida.

Será mais um obstáculo vencido. No primeiro momento, a decisão de não operar, junto com o departamento médico, era de acreditar que o processo de recuperação seria bem sucedido. Infelizmente não aconteceu. Cheguei no último estágio para conseguir retornar a jogar sem dores, mas infelizmente não aconteceu. Até esse estágio estava me sentindo bem. Só queria passar a mensagem para todas pessoas que me encontram no dia a dia, sendo flamenguistas ou não, sempre recebi um carinho muito grande, uma palavra de apoio. Fica meu agradecimento.

Saibam que a história do Rodrigo não acabou por aqui, pelo contrário. Eu sempre digo isso. Sou uma pessoa que acredita muito na minha força, no propósito de Deus. Tenho certeza que Deus tem grandes planos. Fiz questão de deixar essa mensagem para todas pessoas que torcem por mim. Vou superar tudo isso. Nos vemos na próxima temporada e farei de tudo para entregar o máximo para a Nação, que é quem nos deixa com a maior convicção que vale a pena todo esforço e dedicação. Farei de tudo para me recuperar, ficar saudável novamente e fazer o que eu amo."

Dr. Marcio Tannure:

"Rodrigo Caio sofreu uma lesão no menisco medial do joelho esquerdo no dia 10 de julho, contra o Corinthians. Foi uma lesão exatamente no local onde havia tido uma lesão prévia, uma sutura. Em função disso, havia a possibilidade de tratamento conservador, sem cirurgia, para esperar que isso cicatrizasse.

Deixamos bem claro desde o início que, se isso não acontecesse, teríamos que realizar uma artroscopia, é isso que estamos vindo comunicar hoje, pois ele teve uma melhora muito grande, mas, no nosso entendimento, ainda aquém do que esperamos de um atleta de alta performance.

Vai ser realizada nos próximos dias uma artroscopia para fazer esse reparo cirúrgico dessa lesão do menisco. Acreditamos que o tempo de recuperação seja em torno de seis a oito semanas, o que fica claro que não vai estar atuando mais esse ano com a gente. Resolvemos fazer esse reparo para prepará-lo e ele comece o próximo ano com uma boa pré-temporada e a gente consiga um bom resultado com ele."

Flamengo supera clube da Premier League em folha salarial; confira lista com valores

Últimas