Futebol Renato Gaúcho realça 'força do grupo', responde sobre o Brasileiro de 87 e possíveis reforços do Flamengo

Renato Gaúcho realça 'força do grupo', responde sobre o Brasileiro de 87 e possíveis reforços do Flamengo

Rubro-Negro carioca, que venceu o Sport por 2 a 0 neste domingo, está perto de anunciar Kenedy e em conversas adiantadas para fechar com Andreas Pereira: 'Conheço os dois'

Lance
Lance

Lance

Lance

Impulsionado pela goleada recente no meio da semana na Libertadores, o Flamengo se recuperou do vexame na rodada passada do Campeonato Brasileiro e venceu o Sport por 2 a 0, pela 16ª rodada, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Renato Gaúcho enalteceu o rendimento de jogadores que vinham em baixa e evitou falar com detalhes sobre possíveis reforços.

- Fico feliz que hoje eles estão jogando com personalidade e alegria. Não é só o Léo Pereira. Nós recuperamos todos eles. Todos os jogadores que entram procuram dar conta do recado. É a força do grupo. A união do grupo.

A respeito de Kenedy e Andreas Pereira, Renato Gaúcho evitou tecer comentários mais aprofundados, para, segundo ele, evitar "mico" quase as contratações não sejam concretizadas - vale destacar que o primeiro está a caminho do Rio para assinar o contrato de empréstimo por um ano.

- Conheço o futebol dos dois, mas, como treinador, eu só comento sobre o jogador quando ele assina o contrato com o clube, eu já vi muitas histórias no futebol, muita coisa... chega na hora, o jogador não está contratado, e aí o treinador fica pagando mico. Só me manifesto quando há assinatura.

Portaluppi também foi abordado a respeito da interminável polêmica sobre o título brasileiro de 1987, em que Flamengo e Sport pleiteiam a conquista e cujo tema foi alimentado novamente por Hernanes (confira aqui).

- O Hernanes é um grande profissional, um grande jogador. Se ele estivesse vindo pro Flamengo, ele falaria a mesma coisa? Título se ganha dentro do campo. O Flamengo é campeão de 87. Esse assunto já está encerrado.

+ Fla na cola do G4! Confira a tabela completa do Brasileiro

Agora, com 27 pontos no Brasileirão, a um do G4 e ainda com duas partidas a menos em relação à maioria, o Fla vira a chave e a direciona para a Libertadores. Nesta quarta, decide uma vaga nas semifinais da Libertadores contra o Olimpia, em Brasília (na ida, triunfo por 4 a 1). Pelo Brasileiro, o compromisso a seguir será diante do Ceará, fora, no domingo que vem (22).

Confira outras respostas de Renato Gaúcho:

PEDRO NO SACRIFÍCIO

- Tenho conversado bastante com o Pedro. Eu sinceramente gostei do Pedro no jogo de hoje, ele só não fez gol. Mas participou de muitas jogadas, tem que dar mérito também para o goleiro adversário. Hoje ele estava com um probleminha no tornozelo, jogou na vontade mesmo, até porque, contra o Internacional, ele saiu com o tornozelo muito inchado, não viajou nem sequer para o Paraguai, e hoje foi para o sacrifício. É um jogador fundamental para a gente, que preocupa o adversário, nos ajuda bastante, e, além do problema no tornozelo, hoje temos que dar um desconto que o campo não estava nas melhores condições. Isso dificultou bastante o futebol, não só do Pedro, mas da equipe toda.

DUELO COM O OLÍMPIA

- A gente continua respeitando, como respeitou no Paraguai. Não sei porque essa tempestade em copo d' água, a arbitragem foi bem lá. O Arrascaeta, no lance dele, foi sem querer. O importante é se preocupar somente com o campo.

Últimas