Flamengo

Futebol Renato atinge feito inédito no Flamengo desde 2016 e destaca cobrança: 'Não vamos nos iludir'

Renato atinge feito inédito no Flamengo desde 2016 e destaca cobrança: 'Não vamos nos iludir'

Técnico do Rubro-Negro evitou 'oba-oba' em entrevista coletiva, concedida logo após a goleada sobre o Bahia, neste domingo, pela 12ª rodada do Brasileirão

Lance
Lance

Lance

Lance

Além de brincar com Gabigol e marcar a entrevista coletiva, Renato Gaúcho fez questão de enaltecer a evolução coletiva do Flamengo na goleada sobre o Bahia neste domingo, por 5 a 0, no Estádio de Pituaçu, pela 12ª rodada do Brasileiro. No entanto, o técnico evitou "oba-oba" e "ilusão" em sua fala e realçou a cobrança sobre o elenco no intervalo, por exemplo, o que foi visto como essencial para a "fome" do time a fim de empilhar gols em Salvador.

- (O que mudou para o segundo tempo foi) a cobrança. Eu gosto de trabalhar assim. Eu gosto de elogiar. Falei para eles no intervalo: estou dando os parabéns, estão jogando muito. Mas a maioria dos treinadores no Brasil fica com o pé atrás de elogiar o grupo no intervalo, e o time relaxar no segundo tempo. Falei para eles, não tenho medo, não. Mas vou cobrar também para que façam o mesmo no segundo tempo. Vamos procurar decidir a partida para que eu possa fazer trocas pensando no jogo de quarta-feira.

- Procuramos jogar para fazer os gols, como havia falado na chegada. Gosto de jogar para a frente, tenho minhas manias, tenho procurado colocar as coisas que eu gosto que a equipe faça em campo. Aos pouquinhos tenho certeza que vou poder fazer isso. O grupo tem muita qualidade, são jogadores inteligentes, mas não vamos nos iludir. É a segunda partida. A gente trabalha para conquistar vitórias. Quarta-feira vamos procurar fazer no mínimo o que fizemos diante do Bahia - completou.

FEITO INÉDITO DESDE 2016

Antes de Renato Gaúcho, o último treinador que tinha conseguido vencer as duas primeiras partidas pelo Flamengo foi Zé Ricardo, em 2016, quando assumiu a equipe após a saída de Muricy Ramalho e comandou os triunfos diante de Ponte Preta e Vitória (ambos pelo Brasileiro).

De lá para cá, antes de Renato repetir o feito, o Flamengo teve Jayme de Almeida (interino), Reinaldo Rueda, Paulo César Carpegiani, Maurício Barbieri, Dorival Júnior, Abel Braga, Domènec Torrent e Rogério Ceni.

+ Veja a tabela da Libertadores

Quanto ao Brasileirão, o Flamengo de Renato, agora, volta a jogar domingo, contra o São Paulo, em casa, mas antes tem a missão de atuar pela volta das oitavas da Libertadores. Em Brasília, enfrentará o Defensa y Justicia, em Brasília, com público e a vantagem de iniciar com 1-0 no agregado.

Últimas