Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Reforço do Fluminense, Dan Nunes explica motivação e projeta temporada: 'Buscar o acesso'

Atacante de 27 anos tem passagens pelo Lusaca-BA, Vitória e Boavista, de Portugal; Dan Nunes contou início da carreira e projetou conquistas no ano do time feminino

Futebol|Do R7


Lance
Dan Nunes é um dos reforços do Fluminense para a temporada (Leonardo Brasil/Fluminense FC)

Reforço do Fluminense Feminino para a temporada, Dan Nunes deu a sua primeira entrevista como atleta do clube. A atacante de 27 anos, que tem passagem pela Europa, projetou a campanha pelo acesso para a Série A1 e disse que está realizando um sonho. Ela também contou como foi o início de sua carreira, na Bahia.

- O meu objetivo no Flu é o melhor possível. Espero fazer uma boa temporada e alcançar as metas estabelecidas. Vamos buscar o acesso e juntas fazer história no clube - disse.

Dan relembrou o início de sua trajetória no futebol e as dificuldades que enfrentou para chegar ao profissional. A jogadora começou sua carreira no Lusaca-BA, e também teve passagens pelo Vitória, onde foi bicampeã estadual, e Boavista, de Portugal.

- Foi difícil demais. Eu já sabia que não seria fácil, mas que um dia o meu esforço seria recompensado. Hoje olho pra trás e me sinto realizada com tudo que estou vivendo. Joguei vários campeonatos de bairro até chegar na equipe do Lusaca (BA), onde disputei o Campeonato Baiano e cheguei a ser vice-campeã. Fui para o Vitória (BA) logo depois dessa competição, e pude conquistar alguns títulos, incluindo o acesso à elite do Campeonato Brasileiro. Pelo Bahia também fui feliz, fui bicampeã. Passei pelo Real Brasília e garantimos a permanência na elite do brasileiro. Realizei meu sonho de jogar na Europa, pelo Boa Vista de Portugal, quando disputei a primeira divisão da LIGA BPI. Fiquei por seis meses, mas trouxe muito aprendizado na bagagem.

Publicidade

A atacante também contou que, diferente de outras atletas, sempre teve o apoio familiar para seguir no esporte. Ela revelou que os familiares são uma grande motivação pessoal.

- Sou nascida e criada em Ouro Negro, na Bahia. Venho de uma família grande e muito unida. Meus pais nunca me proibiram de jogar futebol, muito pelo contrário. Eles sempre me apoiaram e os meus irmãos também. Isso foi o que me motivou e me motiva até hoje, sou grata pela minha família.

Publicidade

Por fim, Dan declarou seu amor pelo futebol. Segundo a jogadora, a bola sempre foi parte de sua vida e uma grande paixão.

- O amor começou desde pequena. Lembro que jogava com os meus primos e eu amava fazer aquilo. Era onde eu me sentia feliz. Sempre digo que eu não escolhi o futebol, ele me escolheu.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.