Futebol Raví, goleiro ex-Corinthians, busca recuperação com o Lusitano SAD.

Raví, goleiro ex-Corinthians, busca recuperação com o Lusitano SAD.

Em busca do acesso ao Playoff, Raví fala da preparação do Lusitano SAD para os jogos decisivos da temporada

Lance
Lance

Lance

Lance

O Campeonato de Portugal está chegando ao fim. Junto com o final, também chegam as definições de quem vai ao playoff, quem apenas permanece e os que irão ao descenso. O Lusitano SAD está em boa condição, em busca de uma vaga nos playoffs.

Veja a tabela do Português

A história da equipe na temporada é de recuperação. Embora tenha começado bem a competição, as dificuldades da Covid-19 atrapalharam tanto com os desfalques de infectados quanto pelos treinos reduzidos. Raví Paschoa, goleiro titular da equipe, comenta a atual situação:

- Acabamos por enfrentar alguns altos e baixos durante essa primeira fase do campeonato. A primeira metade tivemos sempre na disputa pelos lugares de cima e depois acabamos tendo uma queda de rendimento. Mas chegamos agora para os últimos jogos com chances de classificação, e é para isso que estamos focados, nos preparando para cumprirmos com o objetivo - disse.

A pandemia foi uma complicação que atrapalhou os planos da equipe. Treinamentos reduzidos e outras questões foram barreiras fundamentais para que o time não conseguisse uma sequência boa na competição.

- O contexto da pandemia sem dúvida causou muitas restrições não só ao nosso grupo, mas muitas outras equipes no campeonato. O fato de ter jogos adiados, e até períodos sem treinos, acabaram por as vezes quebrar algum ritmo competitivo, e até algum planejamento por parte da comissão técnica e direção. Mas ainda vejo pelo lado positivo, que mesmo com as adversidades conseguimos dar continuidade no campeonato sem nenhuma grande parada ou cancelamento do mesmo - falou o jogador.

O duelo contra o Esperança de Lagos, no dia 3 de abril, é visto dentro do Lusitano como uma final. É um confronto direto pela briga pelos playoffs, tendo em vista que o adversário tem 22 pontos e ainda briga para chegar à quinta colocação, que é ocupada pelo Monacarapachense, com 24. Os eborenses terão uma oportunidade muito boa de, mesmo com tantos altos e baixos, conseguirem uma vaga na briga pelo acesso:

- Acredito que esse tempo vai ser importante porque primeiro teremos alguns dias de folga para esfriar um pouco a cabeça e recarregarmos as energias, para depois voltarmos com tudo aos treinos e fazermos uma boa preparação para essa reta final da primeira fase com dois jogos muito difíceis - disse Raví.

A equipe do Esperança de Lagos vem de uma sequência de quatro jogos sem vencer, mas ainda é um adversário que exige cuidados. Diante disto, Raví fala em ‘jogo mais importante até então’ e ressalta que o pensamento de vitória é primordial:

- Todos nós sabemos a importância desse jogo para a continuidade no campeonato. Talvez seja o jogo mais importante até então, contra um adversário também candidato a classificação, que almeja o mesmo objetivo que nós. Vamos para esse jogo com o pensamento apenas da vitória que é o que nos vai manter vivos na competição - concluiu o jogador.

O jogo contra o Esperança de Lagos será no dia 3 de abril, na casa do Lusitano, em Évora. O derradeiro duelo da equipe será contra o Olhanense, mais um adversário direto na briga pelo acesso, no dia 10.

Últimas