Raí entra em contato com FPF: 'Atuação calamitosa do juiz'

Diretor de futebol do São Paulo disse que o árbitro do jogo contra Novorizontino cometeu uma série de erros e enervou os jogadores nesta segunda

Lance

Lance

Lance

Minutos depois do empate por 1 a 1 do São Paulo com o Novorizontino, nesta segunda-feira, no Morumbi, Raí foi à zona mista para dizer que já entrou em contato com a Federação Paulista de Futebol para manifestar indignação com a atuação do árbitro Flávio Roberto Mineiro Ribeiro.

- Já entramos em contato com a Federação, já passamos a mensagem. Acho que eles vão ser os primeiros a reconhecer o absurdo que aconteceu hoje - disse o diretor do Tricolor.

- Foi uma atuação calamitosa do árbitro. Você faz uma pré-temporada, todo um trabalho sério, profissional, os jogadores se dedicando ao máximo, arriscando a própria integridade. Alguns jogadores saíram até machucados. Eles se dedicaram para tentar passar por cima do que foi feito, mas foi uma atuação calamitosa. Um nível que não dá para considerar profissional. Acho que até a própria Federação vai reconhecer que não foi um nível profissional - emendou.

O São Paulo reclama de dois gols mal anulados de Alexandre Pato, dois pênaltis não assinalados e de um cartão amarelo para Léo Baiano que deveria ter sido vermelho após uma entrada que fez Bruno Alves chegar ao vestiário carregado após a partida, sem conseguir pisar no chão.

- É um desrespeito ao torcedor, não só ao São Paulo e aos jogadores. É uma vergonha para todo o contexto do futebol, para a Federação. Isso poderia muito bem ter sido evitado - disse Raí.

- Não foi um erro. O que foi mais revoltante foi o contexto geral, você vai irritando os jogadores com um erro aqui e outro ali. Não revi ainda, mas foram dois gols aparentemente legítimos, pênalti, faltas, realmente algo revoltante que vai enervando os jogadores. Alguns saíram machucados, outro tomou amarelo injustamente. Pode resolver até um mando de jogo para a próxima fase. Algo inaceitável e vamos tomar as medidas necessárias - completou.