Futebol Questão financeira pesa, e Douglas Costa deve rescindir com o Grêmio

Questão financeira pesa, e Douglas Costa deve rescindir com o Grêmio

Desde a confirmação do rebaixamento, clube mantinha a postura de readequar termos firmados no acordo, ocorrido no ano passado

Lance
Douglas Costa deve deixar o Grêmio nos próximos dias

Douglas Costa deve deixar o Grêmio nos próximos dias

Lance

Depois de algumas semanas em caráter de indefinição sobre a continuidade de Douglas Costa no clube que parecia ter sido sanada no início de janeiro (com direito a declaração do próprio atleta nas redes sociais), a questão financeira parece ter colocado peso decisivo para o cenário mudar abruptamente.

Segundo relato de diversas fontes distintas, resta apenas o acerto de trâmites burocráticos para que a saída do jogador que chegou em 2021 com status de estrela seja sacramentada. Algo que, naturalmente, aumenta as chances para que o Los Angeles Galaxy, o último interessado em seus serviços, avance nas conversas com o staff do atleta.

Desde que o rebaixamento do clube foi confirmado (algo que impacta diretamente as fontes de receita em relação a diversos pontos), a postura da diretoria gremista sempre foi renegociar os termos do contrato. Principalmente no que se refere à questão salarial e aos bônus semestrais previstos.

Ao todo, o clube acertou contratualmente que pagaria R$ 8 milhões em bônus a Douglas Costa, sendo que, já no próximo mês de fevereiro, o vínculo prestes a ser rescindido previa o pagamento de R$ 2,5 milhões.

Quando o assunto são os vencimentos do atleta de 31 anos de idade, os mecanismos previstos no contrato podem elevar o ganho mensal até R$ 1,6 milhão, algo fora da realidade financeira proposta pelo clube em momento de maior austeridade financeira.

Confira sete jogadores brasileiros que já foram condenados à prisão

Últimas