Futebol Profissional aos 23 anos, Junior Santos valoriza chegada ao Botafogo: 'O diamante vem da lama'

Profissional aos 23 anos, Junior Santos valoriza chegada ao Botafogo: 'O diamante vem da lama'

Criado na várzea e sem passagem por categorias de base, atacante de 27 anos chega ao Botafogo e já se coloca à disposição para estrear contra o Juventude

Lance
Lance

Lance

Lance

Junior Santos foi apresentado pelo Botafogo na tarde desta quinta-feira na sala de imprensa do Estádio Nilton Santos. O novo atacante chegou ao Glorioso junto ao Sanfrecce Hiroshima-JAP e destacou a oportunidade de defender o clube.

+ E o Matheus Pereira? Mazzuco explica busca do Botafogo por meia

- Pra mim é a realização de um sonho vestir essa camisa, um clube muito grande que tem muita tradição. Um dos motivos de aceitar a proposta, além da grandiosidade do time, o projeto que está sendo elaborado. O Botafogo vem se reestruturando e essa reformulação é muito boa e eu estou muito feliz - afirmou.

A história de vida de Junior Santos é de superação. Profissional apenas aos 23 anos, o atacante foi criado na várzea e não passou por nenhuma categoria de base. O jogador valorizou o caminho que teve.

- É uma batalha muito grande. Eu cheguei a desistir de ser jogador profissional. Aí tive oportunidade no Osvaldo Cruz, depois Ituano quando o meu empresário me encontrou. Foi difícil essa adaptação de várzea para o profissional... Em três meses de profissional, já tinha quatro gols no Paulista, que é muito forte. Fui artilheiro na Copa do Nordeste e no Fortaleza. O Ceni pediu minha contratação. Um ano de profissional já tinha grandes feitos. No amador, tem muitos jovens que precisam de alguém olhando. O diamante vem da lama e ele tem que ser garimpado. A essência do Brasil é essa, é jogar descalço, na rua - destacou.

MAIS DECLARAÇÕES DE JUNIOR SANTOS

Estrear contra o Juventude
- Sim, a expectativa ela desde sempre acontece. Já estou treinando com o grupo, vinha jogando com o Japão, a gente sofre um pouco com a readaptação de fuso horário, mas já estou pronto para fazer a estreia. Vai depender do treinador, se ele observar que eu tenho condições eu vou dar o meu melhor.

Passagem no Sanfrecce Hiroshima
- Minha ida para o Japão foi muito difícil para o começo, você está acostumado com feijão e arroz, lá tinha comer verdura, lá os temperos são diferentes. Foi muito difícil essa readaptação, a gente acha que o futebol japonês é fácil de jogar, temos exemplos de jogadores que foram pra lá e não conseguiram jogar. Consegui ter grandes resultados no Japão, foi muito bom para a minha adaptação no profissional, acho que evolui bastante, tinham algumas coisas que precisava amadurecer, me sinto um jogador mais completo.

Ter completado 50 gols na carreira recentemente
- Minha meta de gols é primeiro conseguir ajudar ao Botafogo, espero chegar aos 58 gols, está bom. Chego aqui com muita confiança, vou me dedicar bastante nos treinos, acho que você se prepara bastante na alimentação, no sono, tenho focado bastante nos jogos, então vou entrar em campo focado para conseguir essas metas.

Características
- Além de atuar pelo centro eu consigo ter muito mobilidade, não sou muito 9, consigo trazer um pouco de mobilidade, um contra um, acredito que vocês vão ver isso muito nos jogos.

Momento
- Acredito que o Botafogo está passando por uma reestruturação, os jogadores estão se adaptando ao estilo de jogo, isso leva um pouco de tempo, o time precisa de um pouco de entrosamento, tem times que já tem quatro, cinco anos jogando junto, isso eleva a qualidade. A expectativa são as melhores, estou focado, quando eu tiver a oportunidade vou tentar fazer o gol. Só vou poder mostrar algo dentro de campo.

Onde atua
- Consigo jogar de lado, na Ponte Preta tivemos nove vitórias consecutivas e a maioria dos jogos eu joguei pelos lados, é uma das minhas características essa flexibilidade.

Últimas