Futebol Presidente recusa qualquer tipo de vantagem ao Botafogo com a criação da Liga: 'Não queremos atalhos'

Presidente recusa qualquer tipo de vantagem ao Botafogo com a criação da Liga: 'Não queremos atalhos'

Em comunicado, Durcesio Mello rechaça qualquer possibilidade de o Alvinegro retornar à Série A do Brasileirão por influência da nova organização

Lance
Lance

Lance

Lance

O Botafogo quer retornar à Série A do Brasileirão pelos próprios esforços. Pelo menos foi isto que Durcesio Mello, presidente do clube, garantiu em comunicado divulgado nesta terça-feira. Pelo site oficial do Alvinegro, o dirigente rechaçou qualquer possibilidade de ser beneficado.

+ Diretoria do Botafogo mostra 'apoio integral' a Enderson Moreira: 'A competência vai mudar essa situação'

A Liga Brasileira de Clubes, uma forma em que as equipes querem se encontrar para reorganizar o Campeonato Brasileiro, está em contatos iniciais. O Botafogo participou das primeiras reuniões e teve interesse na continuidade do projeto.

Atualmente na Série B, o Botafogo não buscará maneiras externas de voltar à elite. Durcesio ressaltou que o interesse do clube pela Liga é pelas novas formas de poder negociar os termos do Campeonato Brasileiro.

COMUNICADO DE DURCESIO MELLO

"Fui informado de notícias com especulações envolvendo movimentos para beneficiar o Botafogo e outros clubes grandes em uma futura competição. Então serei claro para encerrar o assunto: não existe a menor possibilidade de compactuar com qualquer iniciativa que tenha como finalidade, direta ou indireta, um benefício ao Clube que não seja pelo caminho do merecimento. Não queremos atalhos.

Valores e princípios são inegociáveis. O momento atual é de alerta, atenção e os desafios não são poucos. Há um esforço interno brutal para enfrentar as dívidas e oferecer uma estrutura para o futebol performar e conquistar o resultado que tanto esperamos, que é o retorno à Série A. A nossa mentalidade é trazer novas práticas, mesmo que soem ao torcedor como impopulares e não tragam frutos na velocidade esperada. É um caminho para construir um Botafogo diferente, com fidúcia, transparência, sem tráfego de influência e irresponsabilidades orçamentárias, como ocorreu por décadas.

Não estamos satisfeitos com o lugar da equipe na tabela. Cobranças são feitas diariamente e confiamos na liderança do Diretor de Futebol Eduardo Freeland e do novo técnico Enderson Moreira para nos ajudar nesse desafio. Entretanto, é no campo que vamos retornar à elite.

O propósito da Liga que o Botafogo defende direciona justamente para o caminho oposto das especulações. O novo projeto deve passar por uma nova Governança, com clareza nas propostas, conceito empresarial, isonomia e coletividade. Com credibilidade para atrair injeção econômico-financeira.

Nas reuniões que temos participado da Liga, com uma presença ativa do CEO Jorge Braga, a nossa principal ponderação é que os critérios atualmente utilizados para rateio são discutíveis e, claramente, têm demonstrado um desserviço ao produto futebol. O Botafogo pleiteia uma revisão e um processo de negociação desses valores de forma mais estruturada. Acreditamos no sucesso da Liga e estamos trabalhando para isso."

Últimas