Futebol Presidente do SIAFMSP fala sobre inverdades citadas em comunicado: 'Houve retorno dos atletas do Santos'

Presidente do SIAFMSP fala sobre inverdades citadas em comunicado: 'Houve retorno dos atletas do Santos'

Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Município de São Paulo tem orientado jogadores do Peixe em relação às medidas de redução salarial por parte da diretoria

Lance
Lance

Lance

Lance

O presidente dos Sindicatos dos Atletas Profissionais de Futebol do Município de São Paulo (SIAFMSP), Washington Mascarenhas, falou com exclusividade ao LANCE!, após a entidade publicar um comunicado repudiando a redução unilateral de 70% dos salários dos jogadores do Santos – a nota foi compartilhada pela maioria dos atletas do clube.

Segundo Washington, o trecho da publicação do Sindicato onde afirma que o presidente do Peixe, José Carlos Peres, tem apresentado argumentos inverídicos à imprensa, refere-se ao informativo divulgado no site oficial do Alvinegro Praiano na manhã desta quinta-feira, onde aponta que Santos e atletas não haviam chego a um acordo quanto as reduções salariais.

– Foi colocado que o clube não teve retorno dos atletas. Isso não aconteceu. Os atletas retornaram, chegaram a um consenso e não foi cumprido. A decisão (de reduzir 70% dos salários) foi algo totalmente unilateral por parte da diretoria – disse.

O presidente do SIAFMSP comentou que a representação relacionada ao Santos foge da alçada da Instituição, que é Municipal. Contudo, tem assistido os jogadores santistas com orientações, embora considere que a MP 936/20 retire a autonomia até mesmo do Sindicato competente, o Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de São Paulo (SAPESP).

– Passei pra eles algumas questões como foi o acordo no Ceará. A gente conversou bastante e a partir do momento que o clube se posicionou de uma maneira inverídica em relação ao posicionamento dos atletas – afirmou.

– Independentemente do Sindicato Estadual ou Municipal, infelizmente o governo baixou uma MP que tira a autonomia da instituição resolver qualquer questão. Anteriormente os clubes tinham que entrar em um acordo e esse acordo ser homologado no Sindicato, agora os clubes estão fazendo as coisas de maneira unilateral. Isso é errado. Nesse caso, nem o Sindicato que teria alçada pra isso, que é o Estadual, teria força para homologar algo – concluiu.

O SIAFMSP foi criado há dois anos e, desde então, tem a presidência de Washington Mascarenhas, ex-atacante, com passagens por Palmeiras, Portuguesa e Ceará. Além dele, jogadores como Ricardo Berna e César Sampaio está à frente do Sindicato, que tem apoio paralelo de figuras como Alex, ex-meia de Palmeiras, Cruzeiro e Coritiba, William Machado, Paulo André e etc.

Últimas