Futebol Presidente do Barcelona quebra o silêncio sobre saída de Xavi, e substituto será escolhido por ídolo do clube

Presidente do Barcelona quebra o silêncio sobre saída de Xavi, e substituto será escolhido por ídolo do clube

Mandatário do clube concedeu entrevista a um programa de rádio da Catalunha

Lance

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, quebrou o silêncio sobre a saída do técnico Xavi no final da temporada europeia. Em entrevista ao programa de rádio "El Món a Rac 1", da Catalunha, o mandatário do clube revelou detalhes da conversa na qual o treinador pediu dispensa do cargo ao final da temporada.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Xavi é uma pessoa honesta, demonstrou uma dignidade absoluta. Ele adora o Barcelona e vi que tinha pensado no assunto (pedido de demissão). O que ele propôs é muito lógico, para aliviar a pressão sobre os jogadores e sobre ele mesmo.

Laporta ainda revelou que Xavi abriu mão do seu último ano de contrato e que o pedido de demissão só foi aceito por se tratar de um ex-jogador histórico do clube. Para o presidente do Barça, a melhor saída era buscar o retorno da estabilidade da equipe e, sob essa ótica, uma demissão por parte do clube nunca foi cogitada.

- Disse a ele que só aceitava o pedido por ser o Xavi. Assumiu o clube em uma situação complicada, foi muito bem na última temporada, na Liga e na Supercopa. Pensávamos que reforçar o elenco e manter o que tínhamos daria certo, mas deu errado - concluiu Laporta.

Por fim, o presidente revelou que o responsável pela escolha do novo treinador do clube será o brasileiro naturalizado português Deco, diretor de futebol do Barcelona. Recentemente, o luso-brasileiro foi questionado por jornalistas se já havia definido um substituto para Xavi no comando da equipe, mas despistou e não respondeu às perguntas.

Entretanto, segundo Laporta, por mais que a escolha esteja nas mãos de Deco, o próximo técnico do Barcelona precisa cumprir alguns requisitos e se adaptar a uma "política" da instituição.

- Está entregue a Deco (a decisão). Estou focado no final da temporada. Existem algumas premissas, este clube tem uma política à qual o treinador deve se adaptar. Mas há coisas que não podem ser dispensadas porque nos deram glória na nossa história - finalizou.

Xavi Hernández pediu demissão do Barcelona após a derrota por 5 a 3 diante do Villarreal, no sábado (27), por La Liga. A saída do técnico, porém, só se concretizará no final da atual temporada, em junho.

Últimas