Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Presidente da Uefa se pronuncia sobre acusação de assédio sexual de Rubiales: 'Suspenso de todas as funções'

Mandatário da RFEF está suspenso por 90 dias; sanção imposta pela Fifa pode chegar a 15 anos

Futebol|

O presidente da Uefa, Aleksander Čeferin, se pronunciou pela primeira vez sobre o episódio Luis Rubiales. O mandatário da Federação Espanhola de Futebol (RFEF) é acusado de assédio sexual contra a jogadora Jenni Hermoso por conta de um beijo na boca durante a cerimônia de entrega das medalhas da Copa do Mundo Feminina.

Em entrevista ao jornal 'L'Équipe', da França, Čeferin repudiou a ação de Rubiales, que alegou ter tido consentimento, negado pela própria atacante, e afirmou que o caso está sob responsabilidade da Fifa.

+ Presidente da La Liga, Javier Tebas critica postura de Luis Rubiales em caso de assédio sexual na Espanha

- Sou advogado e um dos vice-presidentes da FIFA. Seu caso está nas mãos do órgão disciplinar da FIFA. Qualquer comentário que ele fizesse soaria como pressão. Só devo dizer que me entristece que um acontecimento como este ofusque a vitória da seleção espanhola. Deveríamos mudar as coisas Hoje encontrei-me com Laura McAllister (vice-presidente da UEFA) para encontrar formas de mudar a forma como nos comportamos. Devemos fazer mais - disse.

Publicidade

Luis Rubiales está afastado das funções por 90 dias, mas a punição pode ser ampliada. A Fifa estuda ampliar para uma sanção máxima, que pode chegar a 15 anos de suspensão de qualquer função executiva no futebol. 

- É claro que o que ele fez foi inapropriado. Todos nós sabemos disso. Espero que você saiba que foi inapropriado. Isto é suficiente por enquanto porque os órgãos disciplinares independentes decidirão. Ele está suspenso de todas as funções, em todos os lugares. Não é preciso suspendê-lo duas vezes - completou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.