Futebol Presidente da Uefa dispara contra a criação da Superliga Europeia: 'Estão cavando as tumbas'

Presidente da Uefa dispara contra a criação da Superliga Europeia: 'Estão cavando as tumbas'

Com duras críticas, Aleksander Ceferin compara torneio com a maçã da Branca de Neve

Lance
Lance

Lance

Lance

A Superliga Europeia voltou a ser tema, de maneira negativa, na Europa. O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, criticou, mais uma vez, a criação da competição, durante o 48º Congresso Ordinário da Uefa, nesta quinta-feira (8), em Paris, reforçando o poder do futebol europeu.

- A Superliga Europeia é como a maçã da Branca de Neve. Não se pode comprar os sonhos, o mérito esportivo. Não se pode comprar a história. Temos 70 anos de história e faltam muito mais - disparou Ceferin, em discurso.

➡️ Cartão azul será testado no futebol; entenda a nova regra e a partir de quando será utilizado

O novo torneio seria realizado pelos maiores clubes europeus, sem a participação da Fifa e Uefa, dando mais liberdade e autoridade aos participantes. O projeto ainda não saiu do papel.

Inicialmente, a Superliga contaria com 20 clubes, sendo 15 fundadores e cinco classificados de acordo com a temporada anterior. Atualmente, Barcelona e Real Madrid estão à frente da criação da competição.

- O futebol é uma das poucas coisas em que a Europa está na dianteira. Temos que estar orgulhosos, e esse sucesso se baseia no modelo único de solidariedade e de acessos e descensos. Devemos proteger esse modelo, não só a Uefa em si. Há quem esteja tentando pisotear, pretendem ser os salvadores, quando, na realidade, estão cavando as tumbas. São predadores. Formam um círculo fechado e não sabem nada de liberdade de expressão - disse, Aleksander Ceferin, em tons duros de críticas.

Últimas