Futebol Presidente da Fifa diz que pretende ajudar o futebol de forma financeira

Presidente da Fifa diz que pretende ajudar o futebol de forma financeira

Por saúde, Infantino pede paciência em relação ao retorno de competições no mundo. Mandatário agradece momento de união das federações

Lance
Infantino diz que estuda formas de ajudar o esporte

Infantino diz que estuda formas de ajudar o esporte

AFP

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, definiu três prioridades para o futebol nos próximos meses: a saúde, a prontidão da instituição para ajudar o futebol na atual circunstância e que ocorre um processo de consulta para considerar a evolução do futuro do esporte. A mensagem foi passada através de vídeo aos 211 membros associados da entidade.

O italiano disse não ter pressa para o reinício das competições enquanto não houver 100% de segurança para quem trabalha com o futebol.

- Nossa primeira prioridade é que a saúde venha em primeiro lugar. Nenhuma partida, nenhuma competição vale arriscar uma vida humana. Seria mais do que irresponsável forçar a retomada das competições. Se tivermos que esperar um pouco mais, devemos fazê-lo.

O presidente destacou também que a Fifa possui uma reserva emergencial de dinheiro e que irá servir para ajudar o esporte e não a entidade. Infantino disse que há um estudo para avaliar o impacto financeiro no futebol com o objetivo de preparar uma resposta correta para a crise que acomete clubes e competições.

- Nossas reservas não são dinheiro da Fifa. São dinheiro do futebol. Quando o futebol necessita, nós vamos pensar em como podemos fazer para ajudar. O mundo saberá para onde vai o dinheiro e o por que dele ir para onde vai.

O mandatário também fez questão de agradecer os presidentes de todas as federações pela união neste momento. Infantino completou dizendo que é necessário encontrar equilíbrio para proteger clubes e seleções em relação ao calendário do esporte. Acrescentou pedindo flexibilidade e bom senso com relação aos contratos e transferências de jogadores na janela de transferência.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Veja quem são os brasileiros entre as 50 grandes promessas de 2020

Últimas