Futebol Prata da casa e artilheiro no topo! Veja os jogadores do Corinthians que mais atuaram na temporada 2022

Prata da casa e artilheiro no topo! Veja os jogadores do Corinthians que mais atuaram na temporada 2022

O ranking é liderado por nomes como Cássio, Róger Guedes e Du Queiroz. Entretanto, tanto jogadores mais novos quanto veteranos conseguiram...

Lance
Lance

Lance

Lance

Dos mais jovens aos veteranos, alguns nomes conseguiram se firmar e encontrar seu espaço no Corinthians. Entre eles, Róger Guedes, Du Queiroz e Cássio lideram no ranking de jogadores com mais partidas na temporada 2022 pelo Timão.

O LANCE! reuniu os dez nomes com mais jogos pelo clube alvinegro neste ano. Os dois primeiros, com a mesma quantidade de partidas disputadas, são Róger Guedes e Du Queiroz - ambos com 66 na temporada. Róger Guedes encerrou o ano como artilheiro do clube alvinegro, com 15 gols, além de nove assistências distribuídas. Esta foi, inclusive, a temporada mais goleadora do atacante.


Artilheiros da Copa do Mundo 2022: veja lista de jogadores que marcaram

Veja tabela da Copa do Mundo e simule os próximos jogos

Já Du Queiroz aproveitou bem seu primeiro ano como profissional. Além da alta quantidade de disputas, mostrou um ótimo desempenho durante o ano. De todo o elenco, é um dos jogadores que mais liderou em estatísticas no Campeonato Brasileiro. De acordo com dados do FootStats, o volante foi o atleta com mais jogos pela competição (36), mais passes certos (1218), segundo colocado em desarmes (51) e interceptações certas (17).

Em segundo lugar no ranking de presenças corintiano vem o experiente goleiro Cássio, com 64 jogos em 2022 - que viveu uma das melhores temporadas de toda sua carreira.

Decisivo em diversos momentos, talvez o que mais tenha chamado atenção foi na Copa Libertadores, no duelo contra o Boca Juniors, quando defendeu duas cobranças de pênaltis e ajudou o time a se classificar para as quartas de final. Na Copa do Brasil, idem. Neste caso, fez defesas difíceis no jogo de ida que permitiram o Timão chegar com expectativas no Maracanã, contra o Flamengo.

O quarto jogador com mais partidas foi o meia Giuliano, com 63. Além disso, foi o meio-campista com mais gols marcados (7). O desempenho do atleta na Copa do Brasil foi o que mais chamou atenção no ano, encerrando a competição como artilheiro do campeonato. Ao todo, foram cinco gols em nove jogos.

Depois, no ranking, vem o lateral-esquerdo Lucas Píton, com 52 jogos. Embora tenha perdido um pouco do lugar para o veterano Fábio Santos, com apenas 22 anos, chama atenção pelas boas características, principalmente defensivas, que apresenta. Neste ano, chegou a emplacar em alguns momentos - como no começo do Campeonato Brasileiro. Na final da Copa do Brasil, foi titular também.

O sexto nome é do zagueiro Gil - um dos principais nomes da defesa alvinegra. Com 51 partidas, liderou em estatísticas do setor. De acordo com dados do FootStats, foi o melhor nas rebatidas (179) e o segundo melhor nas defesas (23) - estando somente atrás do goleiro Cássio nesta última. Gil conseguiu disputar espaço com atletas bem mais novos e assegurou seu lugar no elenco corintiano.

Em seguida, está uma dupla: Gustavo Mosquito e Renato Augusto. Os dois somaram 50 jogos no ano. Mosquito começou a ganhar mais minutos em campo com a saída de Mantuan - que até então era o ponta titular no esquema de Vítor Pereira. Ganhou regularidade, mas foi surpreendido por uma lesão logo na reta final do Brasileirão. O camisa 19 rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito em outubro, com um prazo de recuperação estimado entre seis e nove meses.

Já Renato Augusto foi um dos meias mais decisivos e regulares na temporada. Ao todo, foram cinco gols e duas assistências. Mesmo com uma lesão que o afastou por quase um mês, foi um dos anos com mais jogos de toda a sua carreira.

Adson soma um jogo a menos que os dois citados anteriormente. Com 49 partidas, muito da sua regularidade se deve a sua capacidade de atuar como um ponta - uma posição escassa no elenco do Corinthians atualmente. A última vez que esteve em campo foi em outubro, contra o Flamengo na final da Copa do Brasil. O fim de temporada do camisa 28 foi marcado por uma crise de apendicite.

O décimo jogador, por fim, com mais partidas foi Fagner - com 43. Mesmo com uma temporada atípica, o que chama atenção é a alta quantidade de jogos, mesmo com as lesões que sofreu no ano. Nesta temporada, ficou de fora de 27 dos 72 confrontos que o Corinthians disputou, justamente por este motivo. Chegou, inclusive, a polemizar com Vítor Pereira porque estaria perdendo seu espaço para Bruno Méndez - zagueiro, mas que começou a ser improvisado na lateral.

Últimas