Futebol PQPaulinho, o retorno! Meia estreia como titular e garante virada do Corinthians contra o Ituano

PQPaulinho, o retorno! Meia estreia como titular e garante virada do Corinthians contra o Ituano

Meia inicia jogando e vê estrela brilhar para garantir três pontos fora de casa. Fábio Santos e Giuliano também foram as redes

Lance
Lance

Lance

Lance

Na estreia de Paulino como titular em seu retorno ao Corinthians, o meia garantiu a vitória de virada do Timão por 3 a 2 sobre o Ituano, neste domingo (6), pela quarta rodada do Campeonato Paulista no estádio Novelli Júnior, em Itu.

A equipe do interior saiu na frente logo aos seis minutos de partida, com Neto Berola, chegou a marcar o segundo no minuto seguinte, com Roberto, mas viu o tento ser anulado pela arbitragem de vídeo, observando impedimento no início da jogada. O Timão ainda empatou na etapa inicial, com Fábio Santos cobrando pênalti sofrido por Paulinho, mas o Galo de Itu, com Cléberson, voltou à frente ainda no primeiro tempo.

No segundo tempo, o Corinthians empatou antes do primeiro minuto, com Giuliano, que entrou no intervalo, e aos 26 minutos Paulinho, de cabeça, garantiu o resultado ao Time do Povo.

ITUANO COMEÇA EM CIMA

Marcando forte a saída de bola do Corinthians, o time do Ituano começou dando trabalho para o Timão, e logo aos seis minutos de jogo abriu o placar com Neto Berola. E a jogada do gol surgiu justamente em um início de jogo errado do meia Cantillo, que perdeu a bola, Gerson Magrão disparou em velocidade e serviu o seu companheiro de Ituano que finalizou no contrapé de Cássio para ir às redes.

VAR SALVA O TIMÃO

O Corinthians sentiu o gol e o Ituano se aproveitou, marcando o segundo no minuto seguinte, com o lateral-esquerdo Roberto, que recebeu bola de Neto Berola e finalizou sem ângulo, contando com uma falha grosseira do goleiro Cásiso, que deixou a bola passar no meio das pernas. Porém, a arbitragem de vídeo entrou em ação e, de forma acertada, observou impedimento de Berola no início da jogada.

CORINTHIANS EMPATA

O Corinthians tinha ampla posse de bola, terminando o primeiro tempo com 73%, mas criava pouco. A maioria das jogadas eram exploradas na velocidade de Gustavo Mosquito, pelo lado direito. Mas em uma construção do Timão por dentro, a equipe corintiana conseguiu 'achar' um pênalti. A jogada iniciou com Jô, que deu um passe forte para dentro da área, mas Rafael Pereira, do Ituano, falhou na cobertura, Paulinho insistiu até o fim, tomou a frente e foi derrubado pelo goleiro Pegorari.

O pênalti foi marcado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira, mesmo com os jogadores do Galo reclamando de falta de Paulinho em Pereira na dividida.

A cobrança foi confirmada e convertida pelo lateral-esquerdo Fábio Santos, que não erra penalidade desde 2014. A batida foi perfeita, na costura esquerda da rede. O goleiro Pegorari até foi na bola, mas não conseguiu defender.

ITUANO VOLTA A FRENTE

No fim do primeiro tempo o Ituano não tinha o mesmo ritmo de marcar em cima e sair de forma veloz nos contra-ataques, mas tinha um novo trunfo para voltar a frente do marcador: as bolas paradas.

No fim do primeiro tempo, o Galo teve um escanteio pelo lado direito, Gérson Magrão bateu fechado e quase marcou um gol olímpico, mas a bola foi defendida por Cássio. Na sequência, o camisa 10 do Ituano bateu outro escanteio, dessa vez no segundo pau, Rafael Elias cabeceou para a defesa de Cássio, mas no rebote o zagueiro Cléberson colocou para o fundo das redes.

ESTRELA DE GIULIANO

No intervalo, o técnico interino do Corinthians, Fernando Lázaro, foi arrojado e colocou o meia Giuliano no lugar do volante Cantillo, levando o time para frente. E com menos de um minuto da etapa final o camisa 11 marcou o gol de empate corintiano. Na saída de bola, o Timão já mostrava o desenho tático da equipe alvinegra para a etapa final, com Renato Augusto posicionado como primeiro homem do meio-campo, com Mosquito abrindo pela direita e Róger Guedes pela esquerda e a dupla Giuliano e Paulinho como meias encostando na entrada da área.

Logo após o pontapé inicial do segundo tempo, a bola chegou até Róger Guedes pelo lado canhoto, o camisa 9 cruzou a meia altura e Giuliano entrou como elemento surpresa na entrada da pequena área para colocar a bola na rede.

QUINTETO MÁGICO JUNTOS

Aos 13 minutos do segundo tempo, Fernando Lázaro promoveu a entrada de Willian no lugar de Mosquito, e pela primeira vez as cinco grandes contratações do Corinthians desde o segundo semestre do ano passado pôde jogar juntos: Giuliano, Paulinho, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian.

PQPAULINHO, O RETORNO

Outra vez a estrela de Fernando Lázaro brilhou. Se no intervalo o interino colocou Giuliano, que empatou o jogo no primeiro lance, aos 25 minutos ele promoveu a entrada de Gabriel Pereira no lugar de Jô. No primeiro toque na bola de GP, o garoto caiu pelo lado direito e cruzou na cabeça de Paulinho marcar o primeiro gol em seu retorno ao Timão.

Foram 3179 dias entre o último gol de Paulinho pelo Timão, em 2013, na primeira passagem do jogador, e o tento deste fim de semana.

> TABELA - Confira a tabela e simule os próximos jogos do Paulistão
> GALERIA - Cai bem no Timão? Confira técnicos estrangeiros livres no mercado

ITUANO 2 X 3 CORINTHIANS

Local: Estádio Municipal Dr. Novelli Júnior, Itu (SP)
Data e hora: 6 de fevereiro de 2022, às 18h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Bruno Silva de Jesus
Árbitro de vídeo: Péricles Bassols Pegado Cortez
Público/renda:
Cartões amarelos: Pacheco e Córdoba (Ituano); Paulinho e Fábio Santos (Corinthians)
Cartões vermelhos: -
Gols: 1-0 Neto Berola (6'/1T); 1-1 Fábio Santos (30'/1T); 2-1 Cléberson (41'/2T); 2-2 Giuliano (0'/2T); 2-3 Paulinho (26'/2T)

ITUANO

Pegorari; Pacheco (Iago Teles, 30'/2T), Cléberson (Lucas Dias, 30'/2T), Bernardo e Roberto; Rafael Pereira (Lucas Nathan. 39'/2T), Kaio (Córdoba, 17'/2T), Jimenez e Gerson Magrão; Neto Berola (Gabriel Barros, 17'/2T) e Rafael Elias. Técnico: Mazola Júnior.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Giuliano, intervalo); Gustavo Mosquito (Willian, 13'/2T), Renato Augusto, Paulinho (Du Queiroz, 38'/2T) e Róger Guedes; Jô (Gabriel Pereira, 25'/2T); Técnico: Fernando Lázaro.

Últimas