Futebol Porta fechada! São Paulo tem nove jogadores que não podem trocar de clube no Brasileirão

Porta fechada! São Paulo tem nove jogadores que não podem trocar de clube no Brasileirão

Jandrei, Rafinha, Igor Gomes, Calleri, Éder, Diego Costa,  Welington, Pablo Maia e Alisson já realizaram pelo menos sete partidas na competição

Lance
Lance

Lance

Lance

No próximo mês, a janela de transferências abrirá novamente e clubes como o São Paulo estarão de olho para a compra e venda de jogadores. No entanto, uma condição define alguns movimentos da janela: o limite de sete jogos no Brasileirão em que o jogador não pode disputar o torneio por outra equipe, o que afasta a possibilidade de transferência para outro time nacional.

Galeria
> Copa do Brasil define os 16 classificados às oitavas; veja os times e data do sorteio dos duelos

Tabela
> Veja tabela do Brasileirão 2022 e simule os próximos jogos

O São Paulo tem nove jogadores nesta situação, que já completaram ao menos sete partidas e não podem mais atuar por outro clube no Brasileiro. A lista tem: Jandrei, Rafinha, Igor Gomes, Calleri, Éder, Diego Costa, Welington, Pablo Maia e Alisson.

Ou seja, esses atletas não devem se transferir para outros clubes brasileiros nesta temporada. Alguns já foram alvos do mercado nacional, como Igor Gomes, que foi sondado pelo Botafogo. Outro dado interessante é que três reforços que chegaram no São Paulo esta temporada estão na relação, casos de Jandrei, Rafinha e Alisson.

Alguns atletas estão a um jogo de completarem o sétimo pelo São Paulo no Brasileirão. São eles: Luciano, Rodrigo Nestor, Arboleda e Léo. Desses quatro, apenas o zagueiro equatoriano não tem chance de enfrentar o Avaí, sábado (04), às 19h, na Ressacada, por estar na seleção.

VEJA A REGRA DA CBF
De acordo com o Capítulo 3 (Da condição de jogo dos atletas) do REC do Brasileirão de 2022, “um atleta somente poderá ser inscrito por outro clube do Brasileirão Assaí, após o início do CAMPEONATO, se tiver atuado em um número máximo de 6 (seis) partidas pelo clube de origem”.

§ 1º – Considera-se como atuação o ato do atleta entrar em campo para a disputa da partida, desde o início ou no decorrer da mesma.

§ 2º – O atleta que tenha atuado por um clube no CAMPEONATO somente poderá atuar por mais um clube.

§ 3º – Uma vez iniciado o CAMPEONATO, cada clube poderá inscrever até 5 (cinco) atletas anteriormente inscritos por outros clubes do Brasileirão Assaí, sendo no máximo 3 (três) atletas de um mesmo clube.

Últimas