Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Por que o Corinthians não deve atrapalhar a possível ida de Tite ao Flamengo

Diretoria do Timão entende que 'perdeu o timing' para mudar o comando técnico

Futebol|Do R7


Lance
Lance

O Corinthians dificilmente vai atravessar o Flamengo na busca pelo técnico Tite. Ainda que o retorno do treinador seja um sonho antigo da direção corintiana, a sensação internamente no clube alvinegro é de que foi perdido o ‘timing’ para que aconteça alguma mudança no comando da equipe. 

Com Tite no mercado desde que saiu da Seleção Brasileira, no fim do ano passado, a diretoria alvinegra sempre sonhou em tê-lo de volta e tentou em três oportunidades que isso acontecesse. Todas foram recusadas pelo profissional que preferiu cumprir uma promessa feita à esposa de que não trabalharia no Brasil em 2023. 

+ Veja tabela com datas e horários da Sul-Americana

Porém, a ausência de ofertas do mercado europeu que julgasse interessante fez com que o técnico abrisse a possibilidade de voltar a dirigir um time no seu país em 2024. O Flamengo, no entanto, tenta convencê-lo a antecipar a ideia em alguns meses e assumir o clube carioca já neste ano. 

Publicidade

O empresário Gilmar Veloz representa Tite na negociação com os flamenguistas, que está bem encaminhada. Para fechar, no entanto, o Fla precisará garantir que o projeto para o treinador tem foco principal no trabalho da próxima temporada. 

Essa situação era a idealizada pelo Corinthians quando fez a última oferta a Tite, em maio deste ano, após a saída de Cuca. Duílio Monteiro Alves pretendia até mesmo se reunir com os candidatos à presidência do clube e ter o ‘aval’ e fazer um contrato até o fim do ano que vem com o treinador. O profissional, no entanto, não quis dar andamento às conversas.

Publicidade

+ Já pensou em ser um gestor de futebol? Participe da nossa Masterclass com Felipe Ximenes e descubra oportunidades

+ Renove o seu estoque de camisas do Timão com o cupom LANCEFUT 10% OFF

O momento atual, no entanto, é visto como diferente. Ainda que Vanderlei Luxemburgo esteja longe de ser uma unanimidade no Timão, a diretoria teme que uma troca de comando em um momento decisivo na Sul-Americana e correndo o perigo de rebaixamento no Brasileirão pode ser muito lesivo ao clube, até porque não há garantias de que Tite seria o substituto. Isso porque mesmo oferecendo um vínculo até o fim da próxima temporada, ele seria firmado por uma gestão diferente e que também teria um projeto distinto, o que é uma situação que incomodaria o técnico, que tem como um ‘mantra’ o alinhamento de ideais com o departamento de futebol das equipes onde ele trabalha. 

Resta, então, ao Corinthians observar de longe as conversas entre Tite e Flamengo torcendo para que a situação não evolua e, assim, o caminho para o retorno do treinador ao clube alvinegro fique livre para a próxima temporada, já que, independentemente do vencedor na eleição presidencial, o professor Adenor é o primeiro nome na lista para dirigir o Time do Povo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.