Futebol PM reforça efetivo e define últimos detalhes para cortejo de corpo de Pelé a velório na Vila Belmiro

PM reforça efetivo e define últimos detalhes para cortejo de corpo de Pelé a velório na Vila Belmiro

Horário do translado é mantido em sigilo para evitar aglomerações na capital paulista

Lance
Lance

Lance

Lance

A Polícia Militar de São Paulo e a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) da capital paulista definem neste sábado (31) como será feito o cortejo do corpo de Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, do Hospital Albert Einstein para a Vila Belmiro, em Santos (SP), onde será realizado o velório do maior atleta da história na segunda-feira (2/1).

O planejamento é para que o comboio escoltado pela PM saia de madrugada do centro médico, já que o início da cerimônia de adeus ao Rei está agendada para começar às 10h (de Brasília).


+ Ao L!, presidente do Santos confirma que camisa 10 seguirá sendo utilizada: 'Pedido do Rei é uma ordem'

O horário de saída, contudo, não é revelado, assim como as ruas que serão bloqueadas para que o cortejo passe. Pelé será transportado em um caminhão dos Bombeiros.

Por enquanto, a corporação diz apenas que 'disponibilizará estrutura robusta de meios e contingente policial para as homenagens a Edson Arantes do Nascimento'.

Praticamente todos os batalhões de elite da Capital e também de Santos serão mobilizados para atuarem no adeus a Pelé.

A expectativa é que o Rei seja transportado em carro aberto do velório até o Memorial Acrópole Ecumênica, onde será sepultado, na manhã de terça-feira (3). A pedido dos familiares, o cortejo passará por onde mora a mãe do ídolo, Celeste Arantes, que completou 100 anos em novembro passado.

Últimas